Avaliações do Saese são aplicadas em São Cristóvão até sexta-feira

21/11/2023 - 18:31 Atualizado há 5 horas



As escolas municipais de São Cristóvão iniciaram, nesta terça-feira (21), a aplicação das provas do Sistema de Avaliação da Educação Básica do Estado de Sergipe (Saese). O propósito principal dessa avaliação é medir o desempenho dos alunos do 2°, 5° e 9° ano, visando gerar o Índice de Desempenho Escolar em Sergipe (Idese) com base nos resultados obtidos.

 

As provas do Saese serão realizadas até o dia 24 deste mês, concentrando-se no aprimoramento do aprendizado de Língua Portuguesa e Matemática. Essa avaliação abrangerá ambos os turnos em todas as unidades escolares do município. Para a Secretária Municipal de Educação (Semed), Deise Barroso, “esta é uma oportunidade para analisar o progresso educacional em São Cristóvão e garantir que estejamos no caminho certo para alcançar nossas metas de qualidade no ensino”, explicou. 

 

Deise Barroso, secretária da Semed

 

A secretária ainda enfatizou que toda a rede está otimista com as avaliações que estão em andamento, pois acredita no resultado de uma preparação minuciosa dedicada aos alunos. “Aplicamos simulados, aulões e estas foram algumas das estratégias implementadas para assegurar que os estudantes estivessem bem preparados. Desde o início do ano, estamos realizando um monitoramento contínuo das turmas. Em agosto, intensificamos nossos esforços, implementando o "foguetinho" - uma abordagem semanal para avaliar o desenvolvimento dos alunos em relação à aprendizagem”, afirmou. 

 

A diretora da Emef João Francisco de Andrade, situada no bairro São Gonçalo, Emanuela Cristina Santos de Oliveira, destacou a relevância da avaliação e compartilhou suas expectativas em relação aos resultados. "Foram realizadas diversas atividades preparatórias, além de um acolhimento especial no dia da prova. Nosso objetivo é proporcionar um ambiente propício ao aprendizado, onde os alunos se sintam apoiados e motivados a mostrar o melhor de seu potencial. Estamos confiantes de que essas iniciativas refletirão positivamente nos resultados finais, evidenciando o comprometimento de toda a comunidade escolar com a excelência educacional”, frisou. 

 

Emanuela Cristina Santos de Oliveira, diretora da escola 

 

O professor Weslan Trindade ressaltou a importância de um processo intensivo de preparação para o Saese. “Realizamos várias formações que projetaram como seria essa avaliação. Houve todo movimento por trás, onde os alunos também receberam outras avaliações e se prepararam para os conteúdos. Com base nos resultados da prova da última avaliação, fizemos um gráfico para avaliar quais habilidades estavam mais frágeis e transformamos em possíveis questões do Saese. Houve todo o investimento na criança e no corpo docente para obtermos os melhores resultados”, detalhou. 

 

Weslan Trindade, professor

 

A equipe diretiva e pedagógica iniciou o dia com um acolhimento especial, visando motivar os estudantes antes da prova. Para a diretora, o trabalho de acolhimento é fundamental para criar um ambiente propício ao aprendizado e ao bem-estar dos alunos. "Acreditamos que quando os alunos se sentem acolhidos, estão mais propensos a expressar o melhor de si nas avaliações. O cuidado emocional é fundamental para o desenvolvimento acadêmico”.

 

 

A programação de acolhimento incluiu a entrega de kits personalizados contendo lanche, caneta, lápis, garrafinhas de água e até um bolo, com o intuito de estimular os alunos e proporcionar uma atmosfera acolhedora. Essa abordagem visa não apenas preparar academicamente, mas também garantir que os estudantes se sintam apoiados e confiantes durante a avaliação.

 

 

 

Fotos: Heitor Xavier

Foto de capa: Dani Santos