Prefeitura de São Cristóvão investe nas estruturas das creches do município e matrículas são ampliadas em 1000% nos últimos oito anos

12/04/2024 - 22:45 Atualizado há 6 horas



A preocupação com a primeira infância e a rede de apoio para cuidar, proteger e educar as crianças sancristovenses é uma constante prioridade para a Prefeitura de São Cristóvão. Nos últimos oito anos, a oferta das vagas em Creches na Rede Municipal de Ensino foi ampliada em cerca de 1000%, passando de 72 crianças atendidas em 2016 para 730 em 2024. 

 

Além da oferta das creches, houve uma ampliação das matrículas na Rede Municipal de Ensino, contando com um aumento em torno de 40%, cerca de 2.500 alunos, entre os anos de 2016 a 2024. Esse crescimento foi acompanhado pela ampliação progressiva da oferta de anos finais do Ensino Fundamental em Escolas da Rede, situadas na zona rural e no Grande Rosa Elze. Para todos esses avanços, a prefeitura investiu 2,2 milhões de reais, sendo 1,5 milhão em requalificação estrutural e quase 700 mil em equipamentos adequados.

 

 

A secretária municipal de Educação, Deise Barroso, ressalta que o atendimento das creches em São Cristóvão é feito através do acolhimento e do cuidado, mas a educação é um dos pilares do serviço. Por isso, é feito um trabalho pedagógico desde o berçário.

 

“Até os três anos, as crianças participam de um programa pedagógico criado pela Secretaria de Educação, para que aprendam dentro das habilidades que são próprias da creche. Então, as crianças têm material pedagógico para fazer esse trabalho e nós temos investido em formação continuada para professores e para as equipes gestoras. Nós também temos feito atendimentos intersetoriais com a saúde”, afirma a secretária.



Deise Barroso, secretária municipal de Educação

 

 

Práticas pedagógicas

 

A primeira etapa da Educação Básica é a fase de maior relevância para as crianças desenvolverem suas habilidades. Sendo assim, o desenvolvimento da primeira infância é primordial para o progresso das etapas subsequentes da Educação. Seguindo essa premissa, as creches do município funcionam na perspectiva de Cuidar e Educar. Há uma rotina direcionada às práticas pedagógicas, a qual prioriza a faixa-etária de cada educando nas turmas de berçário I e II e no maternal I e II. 

 

 

Segundo Naryanne Pinheiro, coordenadora da Educação Infantil na Semed, sua coordenação desenvolve ciclos formativos para os profissionais da primeira etapa da Educação Básica, visando contemplar a rotina pedagógica das crianças, desenvolvida em diferentes temáticas relevantes para o desenvolvimento infantil.

 

“No início de março de 2024, foi realizado o 1º Ciclo de Formação de professores do Maternal II e cuidadores educadores das creches de nosso município. Na primeira formação, foi abordada a temática: “O Brincar e suas Implicações no Processo de Aprendizagem”, bem como a “Oficina de Práticas para Educação Infantil”, a fim de debater as contribuições que a brincadeira oferece à aprendizagem e ao desenvolvimento infantil, bem como formas de estimular o desenvolvimento infantil por meio da imaginação e incentivar o lúdico no processo de aprendizagem”, conta a coordenadora.

 

Naryanne Pinheiro, coordenadora da Educação Infantil na Semed

 

As formações citadas incluíram cuidadores e educadores, que seguiram a abordagem sobre “Higiene Corporal de Bebês e Crianças Bem Pequenas” e “O Cuidar e O Educar nas Creches”, com o objetivo de compreender um conjunto de práticas que promovam a saúde das crianças e entender que o espaço e tempo vivido pela criança exige seu esforço particular e mediação dos adultos, como forma de proporcionar ambientes que estimulem a curiosidade com consciência e responsabilidade.

 

As 730 crianças atendidas, divididas entre 40 turmas espalhadas pelas creches do território, também são atendidas pelo Programa de Saúde da Escola (PSE), de acordo com sua agenda municipal. No último mês, foram aplicadas ações de combate ao Aedes aegypt, conhecido como mosquito da dengue, com o intuito de orientar sobre os sinais e sintomas da doença, limpeza dos ambientes e orientação sobre a unidade de saúde que atenderá ao usuários em suspeita de Dengue, Zika e Chikungunya.

 

Considerando as demandas, por vezes são abertas novas turmas para atender à população em geral.

 



Serviços ofertados

 

As crianças da Rede Infantil contam com acesso a atividades de coordenação motora, socialização, psicomotricidade, musicalização, acompanhamento com os professores e auxílio de cuidadores nos casos de alunos atípicos, que recebem todo apoio escolar. O município também garante materiais didáticos, alimentação saudável em três refeições e mobiliário adequado para a primeira infância.

 

 

Diretora da Creche Prof. Dulcilene Teixeira Almeida, Jeanne Marquise tem mais de 20 anos de experiência com o Ensino Infantil e conta que sua creche atende a 240 crianças do Grande Rosa Elze e outras localidades, divididas em 16 turmas nos turnos da manhã e tarde, numa estrutura que considera maravilhosa, com profissionais qualificados, que estão na rede há bastante tempo. Esses profissionais estão sempre atentos e em contato direto com as famílias, pessoalmente ou por meio de telefone e grupos no WhatsApp, informando constantemente sobre as atividades e necessidades dos pequenos.

 

“Pela idade das crianças, o ensino infantil ainda não é obrigatório (a idade obrigatória para frequentar a escola é a partir dos seis anos), mas é um subsídio necessário para que as mães encontrem um lugar seguro para seus bebês. Assim, elas têm como ter uma renda, mesmo sendo no terceiro setor, tendo um horário certo para deixar seus filhos com segurança, onde vão receber com todo cuidado três refeições, banho, soneca, e atividades. Temos um planejamento para as suas rotinas. Ajuda a mãe que precisa trabalhar e a evolução da criança, porque trabalhamos com o desfralde e o desmame para quem fica a partir dos seis meses”, explica a diretora.

 

Jeanne Marquise, diretora da Creche Prof. Dulcilene Teixeira Almeida

 

Para ela, a diversidade dos alunos é um ponto positivo e um desafio, pois eles moram em localidades com oportunidades diferentes, vêm de famílias com culturas diversas, e a sensibilidade de ter atenção para o individual enquanto cuida do coletivo é essencial. “A creche é um espaço de olhar humanizado que cuida do desenvolvimento da criança. Tem alunos que adoecem com facilidade, que gritam, tem a questão da mordida, porque eles estão socializando ainda nos seus primeiros conflitos, e esse primeiro contato precisa ser cuidadoso”, destaca.

 

As turmas têm aulas e atividades das 8h às 11h15, no período da manhã, e das 13h às 16h15, no período da tarde. Para crianças do berçário e maternal I, o cuidado é integral, mas, para os alunos maiores, o acompanhamento é ofertado em um turno.

 

 

Rebeca Santos, apoiadora pedagógica da Semed, assevera que os berçários exercem atendimento em tempo integral para os bebês e que há um planejamento,  o qual abarca atividades pedagógicas que preconizam o educar e o cuidar integrados. 


“Até o hábito de se alimentar é uma aprendizagem cultural. Então, a creche tem importância nessa perspectiva, porque entendemos que é uma etapa da Educação Básica, etapa primordial para o desenvolvimento infantil”, afirma, complementando: “Trabalhamos também com a alimentação saudável, porque alguns deles vêm com resistência alimentar, ou introdução alimentar para os que chegam bem bebezinhos, experimentando novos alimentos que eles acostumados nas suas casas, com um trabalho coletivo”.

 

Rebeca Santos, apoiadora pedagógica da Semed

 

Anne Cecília Santos é mãe da pequena Dandara, de dois anos, que começou a frequentar a Creche Prof. Dulcilene Teixeira Almeida no início deste ano. A mãe conta que o desejo de trazer sua filha para creche surgiu da informação de que era uma instituição bem organizada e cuidadosa.

 

"Eu estava querendo ter esse orgulho de ter a filha na escola e depois que ela começou a vir para creche foi tudo maravilhoso. Uma fotinha que ela trazia, uma atividade que ela traz da escola, é maravilhoso, enche a gente de orgulho, de felicidade, o coração chega alegra do um jeito", anima-se a mãe, que abraça sua filha enquanto se alegra pelos seus novos passos.

 

Anne Cecília Santos e Dandara, mãe e aluna da Creche Prof. Dulcilene Teixeira Almeida

 

Onde encontrar Creches e Ensino Infantil em São Cristóvão

 

Na Cidade Mãe, o Ensino Infantil e serviços de creche são ofertados gratuitamente nas seguintes creches e escolas:

 

📍 Creche Ezilde Serra Pinheiro - Bairro Irineu Neri 

📍 Creche Maria de Lourdes Gomes - Bairro Rosa Maria

📍 Creche Prof. Dulcilene Teixeira Almeida - Bairro Tijuquinha

📍 Escola Municipal de Ensino Infantil (Emei) Agnaldo Silva Santana - Bairro Várzea Grande

📍 Escola Municipal de Ensino Infantil (Emei) Maria José Pinto Fontes - Bairro Lourival Batista

 

 

Fotos: Dani Santos e Heitor Xavier