Prefeitura entrega sementes de milho em comunidades rurais do município

19/06/2020 - 16:39 Atualizado há 5 dias



A Prefeitura de São Cristóvão, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Pesca (Semap), entregou nesta sexta-feira (19), 240 kg de sementes de milho em algumas comunidades do município. Ao todo, quatro locais foram contemplados pela iniciativa: Emília Maria, Nossa Senhora D’Ajuda, Casulo e Terra Nova.

 

As sementes da variedade Ipanema foram adquiridas pela gestão municipal, através de parcerias. Segundo o secretário da Semap, Elísio Souza, uma dessas colaborações foi do deputado federal João Daniel. “Infelizmente esse ano nós não tivemos o apoio do Estado e do Governo Federal, como ocorreu ano passado. Tivemos então que buscar alternativas, indo atrás da ajuda de outros parceiros para que pudéssemos adquirir as sementes”, declarou Elísio.

 

 

Ainda, de acordo com o secretário, a distribuição da quantidade de sacos das sementes de milho foi definida a partir do número de famílias de cada local, sendo entregues aos líderes das comunidades, que posteriormente repassarão às famílias. Ele explicou que foi “a maneira que encontramos de dar assistência às pessoas que vivem da área rural".

 

Para o acampamento Emília Maria, a Prefeitura entregou 100 kg de sementes. Segundo o representante da comunidade, Marivaldo Muniz, o benefício será de grande ajuda neste momento de pandemia do novo Coronavírus. “Agora nós estamos tirando o milho para o São João, e já utilizaremos essas sementes para plantar uma nova remessa. Nós agradecemos desde já pela colaboração e ficamos gratos pela ajuda”, afirmou.

 

 

Integrante da comissão responsável pelo assentamento Nossa Senhora D’Ajuda, Gielza Correa enfatizou a importância que as sementes terão para comunidade, visto que os moradores do local sobrevivem da agricultura familiar. “Essas sementes serão usadas para que possamos plantar, podendo acrescentar em nossa alimentação, como também para vender nas comunidades vizinhas”, explicou.

 

A comunidade, segundo ela, irá utilizar no plantio das sementes o aprendizado adquirido nos cursos de ofertados pela Prefeitura em parceria com a Universidade Federal de Sergipe (UFS). “Nós estamos acostumados a receber o peixe, mas entendemos que a gestão municipal não está apenas fazendo isso, ela também nos ensina a pescar. Essas capacitações proporcionam isso, nos dá conhecimento, e assim nos preparamos para aplicar o aprendizado em nossos lotes, conseguindo produzir melhor e em maior quantidade”, lembrou Gielza.

 

 

Fotos: Heitor Xavier