Seminário de Articulação do Sistema de Garantia de Direitos é promovido pela Semast e CMDCA

26/11/2021 - 17:48 Atualizado há 1 dia



Com o objetivo de discutir as políticas e ações de enfrentamento a violência contra criança e adolescente no município de São Cristóvão, a Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast) promoveu na última quinta-feira (25), no auditório do SergipeTec, um Seminário de Articulação do Sistema de Garantia de Direitos. A atividade que reuniu diversas instituições e profissionais ligadas à área, contou com a parceria do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

 

A secretária da Semast, Lucianne Rocha, informou que o município registrou neste ano um aumento no número de casos de violência contra crianças e adolescentes, por isso a necessidade de reunir todos os entes que integram o Sistema de Garantias de Direitos e assim traçar estratégias para enfrentar a situação.

 

“Precisamos identificar formas de não somente diminuir esses índices, mas também como podemos melhorar nosso atendimento, assistir melhor essa criança e adolescente, como nossa rede se fortalece de uma forma que ela não seja vítima novamente das violências. Então hoje promovemos esse encontro com diversos profissionais e organizações que integram o processo de acolhimento e acompanhamento dessas crianças”, explicou a secretária.

 

Lucianne Rocha, Secretária da Semast

 

Lucianne Rocha detalhou ainda a existência dos casos subnotificados que existem em São Cristóvão, reforçando a importância de despertar de a população denunciar caso suspeitem de casos de violência envolvendo as crianças e adolescentes. “Muitas crianças sofrem violência, algumas pessoas presenciam, mas não notificam à rede. Se a gente não sabe da existência desses casos, não temos como fazer a assistência devida. É importante interromper esse ciclo de violência antes que muitas vidas acabem sendo destruídas”, acrescentou.

 

A presidente do CMDCA de São Cristóvão, Géssica Silva, destacou o papel do Conselho no que diz respeito ao diálogo com as instituições não governamentais e reforçou a necessidade de um trabalho coletivo para erradicar os números de violência. “Essas organizações estão perto da comunidade, sabendo as potencialidades e fragilidades que ela possui, assim como estão os espaços em que conseguimos encontrar os maiores índices de crianças e adolescentes em situação de risco e violência”, apontou a presidente.

 

Ela ainda detalhou que outros eventos serão promovidos pela Semast e CMDCA para fortalecer a rede de apoio à criança e ao adolescente. 

 

Géssica Silva, presidente do CMDCA São Cristóvão

 

O fortalecimento do Sistema de Garantia de Direitos no enfrentamento a violência contra criança e adolescente foi o tema da palestra da professora do Departamento de Direito e do Programa de Pós-graduação em Direito da UFS, Karyna Batista Sposato. “Sabemos que para cumprir com os direitos da criança e do adolescente, nós temos que ter uma articulação de várias áreas do atendimento, de todas as políticas setoriais. Precisamos pensar essa rede de atendimento de forma integrada, ver o que está sendo feito e o que pode ser melhorado, e como podemos pensar uma Rede em São Cristóvão nos moldes do que o estatuto prescreve”, finalizou.

 

Karyna Batista, professora da UFS

 

Fotos: Dani Santos