São Cristóvão, Cidade Mãe de Sergipe, completa 433 anos no domingo (1º)

30/12/2022 - 11:57 Atualizado há 1 hora



Quem mora na quarta cidade mais antiga do Brasil sabe da importância de viver num município composto de riquezas históricas, culturais e naturais. Neste domingo (01), o município de São Cristóvão completa 433 anos conectando o passado e o presente na construção de um futuro de desenvolvimento para os sancristovenses.

 

Reconhecida como a Cidade Mãe de Sergipe através da Lei Nº 8.824/2021, São Cristóvão foi fundada em 1590 por Cristóvão de Barros, e sua trajetória histórica é caracterizada pela influência das eras da União Ibérica e da invasão Holandesa na construção das suas Igrejas, assim como a passagem de personagens importantes na história de Sergipe como o sancristovense João Nepomuceno Borges, conhecido como João Bebe Água, e de Santa Dulce dos Pobres, primeira santa nascida no Brasil. 

 

Além disso, a Cidade Mãe também traz uma cultura rica em campos como a gastronomia, como é o caso do biscoito Bricelet, que recebeu o título de patrimônio cultural imaterial do Estado de Sergipe pela Lei 8.931/2021, e da cultura popular através de grupos como Samba de Coco da Ilha Grande, as Caceteiras do Mestre Rindú e o Reisado do Mestre Satu. 

 

Essa última, foi celebrada e reverenciada no Festival de Artes de São Cristóvão (Fasc), que comemorou os 50 anos trazendo o melhor das artes plásticas, teatrais, musicais e muitas áreas da cultura local e nacional, e principalmente, reforçando que a manifestação cultural deve ser preservada por muitos anos. 

 

Público comemorando o FASC 2022

 

Além da história 

 

Nos últimos anos, a população sancristovense presenciou mudanças significativas dentro do município que melhoraram suas vidas de diversas formas. Quem estuda nas escolas da rede municipal se sente valorizado pelo esforço da gestão em entregar escolas com estrutura e conforto, e uma equipe multidisciplinar focada no desenvolvimento do aluno, e não é a toa que os resultados já são percebidos com a recente colocação de São Cristóvão no 4º lugar nos anos iniciais no último Índice de Desenvolvimento da Educação Brasileira (Ideb).

 

Seja no Centro Histórico ou na Grande Rosa Elze, a cada mês, os moradores são atendidos com mais estradas pavimentadas, ruas e avenidas iluminadas, além de novas unidades de saúde, ginásios e praças totalmente requalificadas, proporcionando segurança e lazer em cada centímetro do município. Na assistência, a criação de programas como ‘Tá na Mesa’ e de estruturas como o Centro de Referência em Segurança Alimentar e Nutricional (Cresan), possibilitaram uma atenção especial às famílias vulneráveis e a garantia dos direitos humanos. 

 

Comemoração de 1 ano do Programa Tá na Mesa com Prefeito e secretários

 

Também é notório o trabalho da Prefeitura na promoção de trabalho e renda a partir de parcerias com os agricultores da agricultura familiar no fornecimento de alimentos para a merenda escolar dos estudantes, o incentivo ao primeiro emprego aos jovens, e em parcerias com empresas como Sebrae através do Programa Cidade Empreendedora, auxiliando aos microempreendedores individuais locais (MEI). 

 

Para o Prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, assim como 2022, o ano de 2023 será marcado por mudanças significativas e com muito trabalho em prol da qualidade de vida de seus munícipes. “É um grande orgulho gerir a Cidade Mãe de Sergipe, que é berço da cultura sergipana e da história do nosso país. Para 2023, nós iremos comemorar o seu 433º aniversário preservando as tradições locais, garantindo direitos básicos e essenciais para a nossa população nas mais diversas áreas, e manteremos esforços para entregar cada vez mais obras que irão proporcionar o sentimento de pertencimento de viver no município de São Cristóvão", ressaltou. 

 

Prefeito Marcos Santana

 

Programação de aniversário

 

A comemoração do aniversário de São Cristóvão será realizada através da celebração de uma missa de ação de graças, que ocorrerá no domingo, às 19h, na Igreja Nossa Senhora da Vitória, Centro Histórico da cidade.

 

Igreja Nossa Senhora da Vitória

 

Foto: Heitor Xavier