Prefeitura de São Cristóvão assessora microempreendedores individuais

25/05/2021 - 16:13 Atualizado há 1 dia



Através da Sala do Empreendedor (que fica dentro da Secretaria de Assistência Social e do Trabalho - Semast), a Prefeitura de São Cristóvão dá o suporte que os microempreendedores individuais necessitam, tanto nas diretrizes de trabalho quanto na assessoria técnica para que os mesmos se formalizem, se tornando MEIs. A Diretoria Municipal do Trabalho vem realizando um acompanhamento constante junto aos pequenos comerciantes sancristovenses e para tanto criou este espaço destinado exclusivamente a esse público.

 


“A Sala do Empreendedor existe desde 2018 e a partir disto, os microempreendedores têm a sua disposição todo o suporte para finalizar processos do MEI, alterar dados, saber como acontece parcelamentos, como se faz a declaração anual além de receberem orientação sobre a emissão de nota fiscal. É preciso estimular para que os microempreendedores individuais entendam que aqui na prefeitura eles terão o apoio técnico necessário para a formalização”, explicou a agente de desenvolvimento de São Cristóvão, Vânia Correia de Oliveira.

Vânia Correia de Oliveira

 


O trabalho dos agentes de desenvolvimento acontece tanto dentro da Sala do Empreendedor quanto nas ruas, em forma de visitações. “Através do apoio das equipes de Vigilância Sanitária do município, nós vamos até os comerciantes explicar como acontece a formalização e a integração destes no MEI, mostramos como podem participar e permanecerem cadastrados no MEI. Além disto pontuamos a importância do MEI no processo de aposentadoria, como porta de entrada para o apoio técnico do Sebrae, por exemplo, e também como acontecem os empréstimos com os bancos parceiros dos microempreendedores individuais”, contou o agente de desenvolvimento, Anderson Rezende.

 


Mapeamento

 

 

Segundo Neuza Malheiros, responsável pela Diretoria Municipal do Trabalho, todo o empenho dos agentes de desenvolvimento já vem surtindo efeito, principalmente, no mapeamento dos comerciantes. “Através deste acompanhamento podemos tirar parciais relacionadas ao desenvolvimento econômico municipal, onde constatamos a priori que dos 19 povoados visitados, cerca de 80% dos comerciantes trabalham na informalidade enquanto que na parte comercial do Centro Histórico 68% trabalha na formalidade, a partir da inserção no MEI”, informou Neuza.

 


A diretoria pontuou ainda que para o município esse raio-x significa uma maneira mais efetiva de se pensar mecanismos de fomento da política de desenvolvimento econômico. “É importante esse conhecimento de causa para que tracemos ações que facilitem a formalização dos microempreendedores, bem como estes podem continuar cadastrados no MEI, se beneficiando disto. Desta forma, os nossos agentes têm papel fundamental na gestão de negócios de nossa cidade”, enfatizou.

 

Neuza Malheiros


ATENÇÃO!

 

 

 

Declaração Anual do MEI

 

 

Os 2.534 microempreendedores individuais (MEIs) ativos em São Cristóvão devem efetuar a Declaração Anual de Faturamento do Simples Nacional (DASN – SIMEI), referente ao ano de 2020, até o próximo dia 31 de maio (segunda-feira que vem). Pensando em auxiliar os comerciantes cadastrados neste processo, a Prefeitura de São Cristóvão, através da Semast, está realizando uma orientação para emissão do documento.

 

 

“É muito importante que os MEIs procurem os agentes de desenvolvimento, para que nós possamos orientar todos sobre como fazer a declaração. Para que esse documento seja emitido é necessário que o interessado esteja em mãos o CNPJ e as informações sobre o seu faturamento anual”, explicou Anderson Rezende.

 


Caso o microempreendedor deixe de enviar as informações dentro do prazo estabelecido, ele irá pagar uma multa, e poderá ter o seu CNPJ bloqueado. Vale ressaltar que a declaração é feita através do Portal do Empreendedor, no site do www.gov.br.

Anderson Rezende

 

“Nossa orientação é de que os MEIs não deixem para fazer a declaração muito próxima ao encerramento do prazo, porque o site pode ficar congestionado e eles podem não concluirem o processo. Depois desse prazo, a Receita Federal já irá cobrar uma multa pelo atraso da declaração”, alertou o agente de desenvolvimento.

 

 

Para solicitar o apoio da Sala do Empreendedor sobre este e outros assuntos, os interessados devem enviar mensagem aos técnicos de desenvolvimento através do whatsapp (79) 99888-9268 ou ainda pelo e-mail: adldit.assc@gmail.com.

Fotos: Dani Santos.