Prefeitura promove debate sobre o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo fim da violência contra Mulheres

06/12/2021 - 18:28 Atualizado há 1 dia



Nesta segunda-feira, 06, a Prefeitura de São Cristóvão, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Trabalho (Semast), reuniu servidores das diversas áreas para uma conversa sobre o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo fim da violência contra as Mulheres, comemorado anualmente em 06 de dezembro, através da Campanha do Laço Branco. O intuito da comemoração é estimular mulheres e, principalmente homens, a se engajarem em ações que promovam respeito, equidade de gênero e o fim da violência doméstica.

 

Não é de hoje que crimes contra mulheres motivam debates e impulsionam campanhas muno a fora. A Campanha do Laço Branco, por exemplo, criada por homens, foi impulsionada por um crime bárbaro ocorrido em 06 de dezembro de 1989, quando um rapaz de 25 anos, que se autodefiniu antifeminista, matou 14 mulheres e deixou 10 feridas em uma escola no Canadá. A partir daí a campanha é lembrada em mais de 55 países espalhados pelo mundo e considerada pala Organização das Nações Unidas (ONU), como a maior iniciativa contra a violência de gênero em nível mundial.

 

Para Maria Helena Fortes, diretora de Programas Especiais da Semast, ”o fato dos homens canadenses terem lançado essa campanha e mostrado o seu repúdio ao mundo, nos mostra que apesar de existirem aqueles que agridem mulheres, há também os que não se calam diante da violência. Isso mostra a importância de levar o debate aos servidores municipais, com o objetivo de levar conhecimento sobre essa campanha e reafirmar o compromisso da gestão na defesa das mulheres sancristovenses”, pontuou.

 

Maria Helena Fortes, diretora de Programas Especiais da Semast

 

Ações alusivas à luta contra violência doméstica


Ao longo da gestão a prefeitura realiza campanhas que levam essa abordagem aos servidores municipais.  Antes conhecida como 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, hoje a programação se estendeu e são 21 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher, igualmente realizada em todo o Brasil e em cerca de 150 países.

 

A programação da prefeitura iniciou dia 20 de novembro, e vai até o dia 10 deste mês, quando é comemorado o Dia Internacional dos Direitos Humanos. Dentre as atividades realizadas para fortalecer o tema estão os debates, palestras, distribuição de material educativo, atos em nome da paz, trilha com o tema “Diga não à violência contra a mulher” e, no último dia, a procissão dos homens pelo fim da violência contra as mulheres.

 

Trilha "Diga Não à Violência contra as Mulheres" / Foto: Semast

 

Outros órgãos que podem auxiliar

 

Em São Cristóvão há também outros órgãos que podem orientar mulheres em situação de violência doméstica: Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS) (Rua Georgeta César, nº 39, Centro); Núcleo de Assistência Jurídica (Praça da Matriz, s/n, ao lado da Caixa Econômica); Casa dos Conselhos (Rua Ivo do Prado, nº55, Centro), Delegacia de Atendimento a Grupos Vulneráveis-DAGV (Rua15, s/n, Bairro Eduardo Gomes, em anexo às instalações da 6ª delegacia), além do disque 180 ou 190, em casos de flagrantes.

 

Fotos da reunião: Heitor Xavier