Coronavírus: confira o passo a passo para o atendimento na Urgência 24h

03/06/2020 - 19:40 Atualizado há 1 dia



 

 A Prefeitura de São Cristóvão, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) tem realizado diversas ações de enfrentamento ao coronavírus na cidade. Uma destas ações foi a implantação do setor de Atendimento Exclusivo para Paciente com Síndrome Gripal, localizado na Urgência 24h do bairro Eduardo Gomes.

 

A coordenadora da Atenção Especializada, Ingrid Santos, detalha que o espaço segue as orientações do Ministério da Saúde, no que diz respeito ao Fluxograma para atendimento e detecção precoce de COVID-19. A medida se faz importante para minimizar a circulação de pessoas e possível cruzamento entre pacientes com sintomas respiratórios e os demais pacientes.

 

Ela explica que, a partir da adequação desse serviço de atendimento à população, a Urgência 24h passou a atuar em duas frentes, atendendo os pacientes da urgência clínica e pacientes com sintomas de síndrome gripal em alas distintas, com profissionais capacitados e voltados para cada setor da Unidade. “Nos dois espaços nós temos equipes segregadas, não existe o cruzamento entre elas até para manter a segurança dos profissionais e dos pacientes, evitando assim o que chamamos de contaminação cruzada. Temos médicos, equipes de enfermagem e salas de estabilização nos dois espaços”, destaca.

 

Funcionamento

 

O setor que é responsável pelo atendimento para pacientes com síndrome gripal é composto por dois contêineres (um para atendimento e outro para desparamentação dos profissionais de saúde) e 14 leitos para observação, que poderão ser transformados em leitos de internamento a depender da sobrecarga da rede hospitalar. Segundo Ingrid Santos, os pacientes que buscam o serviço são direcionados para o contêiner assim que chegam ao local. 

 

“As pessoas passam por um acolhimento no contêiner, o técnico de enfermagem verifica os sinais vitais, encaminha para o atendimento médico. Após isso, o médico avalia o estado geral de saúde, se necessário ele recomenda a testagem (PCR ou teste rápido). Os pacientes estáveis são direcionados a Unidade Básica de referência deles, porque todas as unidades estabeleceram um fluxo de atendimento exclusivo para síndromes respiratórias. Portanto, eles podem retornar para residência porque nem sempre estão no período adequado para a testagem, já que o PCR é feito a partir do terceiro dia de sintoma e o teste rápido a partir do 8° dia do início dos sintomas, preferencialmente a partir do 10º dia.”, explicou a coordenadora.

 

De acordo com Ingrid, estes pacientes são orientados a ficarem em isolamento domiciliar e aguardam a realização do teste ou a orientação de retorno em caso de piora, sendo monitorados pelas equipes de saúde neste período. Já os casos que possuem um grau de instabilidade ou que precisam de qualquer intervenção, serão direcionados pelo médico para o atendimento dentro da unidade de Atendimento Exclusivo para Paciente com Síndrome Gripal, para que seja feita uma medicação rápida ou ter outra intervenção mais avançada, como uso do oxigênio. “Eles entram na unidade, são estabilizados e depois são direcionados, podendo receber a alta médica, seguir para internação ou dependendo do grau de complexidade, serem encaminhados para uma unidade avançada, como uma UTI”, detalhou.

 

Sintomas

 

A coordenadora destaca ainda que caso a pessoa apresentar sintomas leves da Covid, devem procurar preferencialmente a Unidade Básica de Saúde (Atenção Básica/postinho) mais próxima de sua casa, ou alguma das Unidades de Referência (Jairo Teixeira ou Maria José Soares Figueroa/Contêiner).  Os sintomas leves podem ser: tosse, febre (>=37,8°), fadiga, cefaleia, coriza, dor muscular, diarreia, dor de garganta e dificuldade de respirar, que podem se apresentar isoladamente ou associados.

 

Caso a pessoa apresente sintomas mais graves, como falta de ar e/ou dificuldade de respirar, procure a Atenção Especializada (Hospital ou Urgência 24h). Em caso de dúvidas sobre o Coronavírus, a população deve entrar em contato através do WhatsApp do serviço 9883-6201.

 

Foto: Dani Santos