Saúde no Fasc 2023: Entenda onde e como funcionarão pontos de atendimento de urgência e emergência montados no Festival

27/11/2023 - 18:12 Atualizado há 5 horas



Para cuidar da saúde e segurança do público do 38º Festival de Artes de São Cristóvão (Fasc), a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), montará dois pontos estratégicos para atendimentos de urgência e emergência, com médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

 

Um dos pontos de atendimento - Posto 1 - será montado no prédio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), na Praça do Carmo, próximo ao Palco Frei Santa Cecília. O segundo ponto - Posto 2 - terá sua estrutura organizada no prédio do Paço Municipal, na Praça São Francisco, logo atrás do Palco João Bebe Água.



Serviços de atendimento

 

Os dois postos de atendimento funcionarão à noite, a partir das 18 horas até uma hora depois do encerramento do último show, nos três dias de Festival. Para isso, contarão com uma equipe de suporte formada por um médico, um enfermeiro e um técnico de enfermagem em cada posto.

 

Em casos mais graves, os pacientes poderão contar com a assistência da SAMU, que já foi acionada pela SMS e estará disponível no Hospital Senhor dos Passos. Além disso, haverá uma Unidade de Suporte Avançado (USA) na Universidade Federal de Sergipe (UFS), com condutor socorrista, médico e enfermeiro para intervenção imediata em caso de emergência.

 

Segundo Simone Barreto, Coordenadora da Rede de Atenção às Urgências e Emergências da SMS, os casos mais graves não costumam ser comuns no festival. Em 2022, por exemplo, não houve nenhuma ocorrência de ferimentos graves. “Os tipos de atendimento mais comuns são de pessoas que consomem álcool em excesso ou outras substâncias. Dado ao clima de muito calor, também atendemos pacientes com picos hipertensivos, com hipoglicemia”, relata.

 

Simone Barreto, Coordenadora da Rede de Atenção às Urgências e Emergências da SMS

 

A SMS, junto à Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), também planejou duas rotas de fuga para facilitar o fluxo de ambulâncias durante o Festival. No trajeto das rotas, que compreendem o percurso dos pontos de atendimento até o Hospital Senhor dos Passos, não será permitido estacionar veículos.


Foto: Heitor Xavier