São Cristóvão recebe visita do Ministério da Saúde para dialogar sobre Programa Mais Médicos

01/04/2024 - 21:32 Atualizado há 5 horas



Por se destacar na adesão do Programa Mais Médicos, São Cristóvão recebeu, nesta segunda-feira (01), uma visita de membros do Ministério da Saúde (MS), com o intuito de conhecer a Rede de Atenção à Saúde do município e dialogar sobre a participação no programa. O encontro aconteceu no Centro Especializado em Reabilitação Dr. Raimundo Aragão e contou com a presença das diretorias da Secretaria Municipal de Saúde e da secretária-adjunta, Emilly Nardelli.

 

São Cristóvão é o município com maior número de médicos vinculados a programas de provimento em Sergipe. Ao total, são 27 médicos nas Equipes de Saúde da Família, sendo 15 do Programa Mais Médicos, 6 do Programa Médicos pelo Brasil e, no momento, 5 credenciados na rede, com uma vaga em processo de contratação. 

 

 

A assessora da Coordenação de Estratégia Saúde da Família, Séphora Juliana, apresentou um panorama da Atenção à Saúde em São Cristóvão, mostrando as cinco macroáreas de saúde, a grande extensão territorial do município, as particularidades e as divergências de cada região, e a evolução do panorama de saúde de 2017 até este ano. 

 

“O quantitativo de médicos ligados ao município por meio dos programas é extremamente significativo para a continuidade e desenvolvimento do cuidado. A possibilidade da continuidade no serviço durante anos, a criação e continuação do vínculo, seja ele interprofissional ou com usuários, se faz extremamente importante para a construção de uma atenção e assistência à saúde humanizada e de qualidade, já que o profissional constrói um forte conhecimento do saber-fazer no território”, explica.

 

Séphora Juliana, assessora da Coordenação de Estratégia Saúde da Família

 

Com a estadia dos profissionais do Programa Mais Médicos ampliada para quatro anos, a Estratégia Saúde da Família é fortalecida com a construção de vínculos entre médicos e pacientes, o que é importante para reconhecer as necessidades da comunidade e ter um trabalho continuado com os usuários.

 

 

Emilly Nardelli, secretária-adjunta de Saúde de São Cristóvão, aponta que o diálogo com a gestão estadual e federal do Programa Mais Médicos é uma ferramenta significativa de avaliação dos impactos que os programas de provimento desempenham no município, o que permite discutir perspectivas, desafios, dúvidas e encaminhamentos da administração.

 

“Foi uma reunião muito proveitosa, na qual o município de São Cristóvão também pôde apresentar como vem executando administrativamente a gestão do programa no território. Falamos das experiências exitosas, que podem ser multiplicadas em outros municípios e em outros estados. Deu para receber orientações, para alinhar algumas perspectivas. De forma geral, o programa vem sendo muito importante para o município, porque garante minimamente a permanência a longo prazo e a fixação dos médicos em São Cristóvão, e, principalmente, porque os profissionais são formados e capacitados para atender a população na Estratégia Saúde da Família”, ressalta a secretária-adjunta.

 

Emilly Nardelli, secretária-adjunta de Saúde de São Cristóvão

 

Referência Central pelo estado de Sergipe na Coordenação Geral de Provimento Profissional do Ministério da Saúde, Cleidionice Gonçalves afirma que o objetivo da visita foi conhecer a rede de serviços e a execução do Programa Mais Médicos, dar apoio técnico e esclarecer dúvidas que a equipe possa ter, uma vez que São Cristóvão conta com muitos médicos relacionados aos programas federais de provimento.

 

“A nossa expectativa é a melhor possível, porque o Programa Mais Médicos foi pensado para realmente levar médicos aonde precisa, para dar apoio e fortalecer também a formação desses profissionais. O município de São Cristóvão tem aproveitado essa oportunidade pensada pelo Governo Federal e tem executado o programa de maneira exemplar. Então é uma alegria muito grande vir aqui e apoiar a equipe da Secretaria Municipal de Saúde”, destaca Cleidionice.

 

Cleidionice Gonçalves, Referência Central pelo estado de Sergipe na Coordenação Geral de Provimento Profissional do Ministério da Saúde

 

Rosana Andrade, referência regionalizada do MS para acompanhamento dos programas de provimento em Sergipe, explica que sua equipe é um braço do Ministério da Saúde para monitorar o território. Segundo ela, o MS faz o acompanhamento virtual, à distância, mas demanda também um acompanhamento aproximado, estando perto dos gestores no dia a dia.

 

“Damos esse suporte seja ao gestor, seja ao profissional e também uma escuta do usuário, porque é para ele que fazemos isso e queremos uma mudança de qualidade, de assistência. Esse é o principal objetivo do programa, é chegar até o usuário para que ele tenha direito à consulta e à assistência. São Cristóvão é o município com maior número de médicos dos programas de provimento no estado, que fez uma aposta nesse sentido, então apostamos no município”, ressalta.

 

Rosana Andrade, referência regionalizada do MS para acompanhamento dos programas de provimento em Sergipe

 

Membro da Coordenação da Comissão Estadual do Programa Mais Médicos, Jisy Pereira também trabalha com o acompanhamento do programa no estado, representando a superintendência, e reforça o apoio dado ao município: “Nós somos uma unidade desconcentrada do Ministério da Saúde aqui no estado e damos apoio em relação à execução das portarias pelo Ministério da Saúde, que é um órgão executivo. Eu acho interessantíssimo estar na ponta, pois é a partir da experiência dos municípios que conseguimos executar melhor o planejamento, as orientação e os apoios”.


Jisy Pereira, membro da Coordenação da Comissão Estadual do Programa Mais Médicos

 

 

Programa Mais Médicos

 

O Programa Mais Médicos tem o objetivo de promover e aprimorar o acesso da população aos serviços de saúde, dando prioridade a comunidades remotas, enfrentando a má distribuição de médicos e diminuindo a desigualdade. O uso do programa no país apresenta resultados positivos, como a redução de mais de 20% da mortalidade infantil, entre outros fatores.

 

A Cidade Mãe aderiu ao Mais Médicos em 2013 e desde então tem renovado sua adesão.

Em Sergipe há 260 médicos trabalhando ativamente pelo programa, sendo uma média de aproximadamente quatro profissionais por município aderente. São Cristóvão conta com cinco vezes mais médicos que a média do estado.

 

O Programa Médicos pelo Brasil complementa a oferta de profissionais para o município, buscando incrementar a prestação de serviços médicos em locais de difícil provimento ou de alta vulnerabilidad; e fomentar a formação de médicos especialistas em medicina de família e comunidade, no âmbito da atenção primária à saúde no Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Fotos: Dani Santos