Novembro Azul: Unidades de saúde de São Cristóvão realizam ações de conscientização contra câncer de próstata

30/11/2023 - 19:19 Atualizado há 5 horas



A campanha do Novembro Azul faz deste o mês mundial de combate ao câncer de próstata. Preocupando-se com o cuidado e a saúde do homem, a Secretaria Municipal de Saúde de São Cristóvão realizou diversas ações de conscientização e prevenção nas Unidades Básicas de Saúde do município. 

 

As ações contaram com palestras educativas ministradas por profissionais de saúde, oferta de testes rápidos de HIV, sífilis, hepatite A, B e C, aferição de pressão arterial, checagem de glicemia, entre outras atividades. O principal objetivo foi incentivar os homens dos territórios sancristovenses a olhar com mais cuidado com a saúde, porque, apesar do foco da campanha no combate ao câncer de próstata, existem outras doenças que os acometem em grande número, como as doenças cardiovasculares.

 

 

Na última quarta-feira (29), foi a vez da UBS Masoud Jalali encerrar o ciclo de atividades do Novembro Azul. Jolene Feitoza, gerente da UBS, explica que a sua equipe buscou uma abordagem diferente para a ação, visando o cuidado completo com a saúde, para além da próstata.

 

“Falamos de saúde bucal, tivemos palestras, atendimentos, verificando todas as condicionalidades dos pacientes, incluindo a área que será atendida. Porque fizemos questão de falar do cuidado integral, relacionado também à diabetes, hipertensão e outras comorbidades associadas também ao câncer. Nós colocamos a equipe à frente da organização da ação, em que as ideias partem de todos”, ressalta a gerente.

 

Jolene Feitoza, gerente da UBS Masoud Jalali

 

O médico Lucas Pereira foi um dos palestrantes da ação e conversou sobre a importância de estar atento a todos os parâmetros de saúde do homem, desde o estilo de vida até fatores de risco, como o tabagismo e o alcoolismo, por exemplo. 

 

“É importante abordar a questão de que a unidade também precisa estar apta a receber os homens e incentivá-los a procurar o posto de saúde para fazer exames e ter acompanhamento médico. Nossa abordagem foi integral, explicando que cada um de nós tem que cuidar da nossa saúde, não só pensando na próstata, mas no homem como um todo. Espero que eles entendam essa mensagem, e que possamos ter o público masculino mais presente nas unidades, não só no novembro azul, mas no ano todo, para fazer consultas, exames e ter a sua saúde avaliada por completo”, afirma o médico.

 

Lucas Pereira, médico da UBS Masoud Jalali

 

O usuário Antônio Carlos dos Santos esteve presente na ação da UBS Masoud Jalali e reforçou a importância de cuidar da saúde regularmente. “Tem que se cuidar, é essencial. Eu, por exemplo, venho fazendo meus exames. Todo tipo de exame que mandam fazer eu faço”, afirma Antônio.

 

Antônio Carlos dos Santos, usuário da UBS

 

Pedro Dionísio dos Santos, outro usuário presente na ação, destaca que sempre busca cuidar de sua saúde por desejar longevidade: “Quanto mais se cuida da saúde, mas se tem longevidade. Principalmente nos dias de hoje, em que tudo é infeccioso e contaminante. Periodicamente temos que fazer checagem, revisão, ver se existe alguma coisa de diferente na saúde para tratar com antecedência”.

 

Pedro Dionísio dos Santos, usuário da UBS

 

Combate ao câncer de próstata no município

 

São Cristóvão conta com atendimentos para pacientes que suspeitarem do câncer de próstata. É importante ficar atento aos sintomas: se o paciente notar demora em começar e terminar de urinar; sangue na urina; diminuição do jato de urina; necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite; deve procurar a unidade de saúde mais próxima e buscar atendimento médico.

 

Após a avaliação médica, o usuário é encaminhado aos exames necessários, feitos no próprio município, como Antígeno prostático específico (PSA) e a ultrassonografia. Se detectada a doença, o paciente é encaminhado para a oncologia do Hospital de Urgências de Sergipe (HUSE), onde seguirá com o tratamento.

 

É significativo lembrar que o Ministério da Saúde, junto ao Instituto Nacional do Câncer (INCA), atualmente recomenda o não rastreamento populacional do câncer de próstata, realizado por meio da estratégia de aplicação sistemática de exames em pessoas que não apresentam sintomas, com o intuito de identificar o câncer em estágio inicial. Portanto, é recomendado que o diagnóstico precoce seja feito em pessoas que apresentem sinais e sintomas.