Festival de Artes de São Cristóvão contará com 15 espaços dedicados à arte, cultura e gastronomia; saiba as novidades para este ano

17/08/2022 - 13:18 Atualizado há 14 segundos



Para a edição histórica de 50 anos do Festival de Artes de São (Fasc), a Prefeitura, através da Fundação Municipal de Cultura e Turismo (Fumctur) está preparando diversos espaços para que a população aproveite o melhor da arte, cultura e gastronomia. Ao todo serão 15 locais preparados com toda estrutura necessária para receber as apresentações e o público durante o período de 01 a 04 de dezembro na Cidade Mãe de Sergipe. 

 

Apresentações teatrais, dança, música, além de debates literários, feiras gastronômicas e de artesanato, palestras, oficinas e exposições farão parte da programação que será distribuída em locais públicos, organizados de forma a garantir acessibilidade e sustentabilidade gratuitamente em todo o Centro Histórico e outros pontos da cidade. 

 

Para a 37ª edição do Festival, a Prefeitura manteve alguns dos espaços que já existiam, como os palcos João Bebe-Água, Mariano Antônio e Frei Santa Cecília que continuarão como responsáveis por receber as apresentações musicais de âmbito nacional e local, além dos grupos de teatro. Para a exibição de filmes, o já tradicional Cine Trianon será o local disponibilizado, enquanto o Salão de Artes Vesta Viana receberá os artistas visuais, com oficinas, exposições e rodas de conversa.

 

 

Já o Salão de Literatura José Augusto Garcez passará a funcionar na Escola Gina Franco, espaço mais amplo e com acessibilidade para abrigar a programação. Neste local, também funcionará a feira da prensa, com exposição de livros e cordéis. Para o artesanato e gastronomia, três espaços serão organizados pela Prefeitura: Praça da Matriz, Rua Ivo do Prado e a Feira São Criativos, na Rua Cel. Erundino Prado.

 

O Fasc também contará com espaço voltado para a medicina alternativa, com reiki, massoterapia, e outras ações que ocorrerão na Secretaria Municipal de Saúde. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU também terão um local garantido na cidade histórica. Ainda dentro das novidades, o Festival retoma neste ano a parceria com o Sesc, que trará a Casa Geek para o evento. Já a Biblioteca Pública Lourival Baptista também receberá atividades nesta edição. 

 

Por conta da obra que está sendo realizada na Igreja do Amparo dos Homens Pardos, o espaço do Beco do Amor estará provisioramente suspenso. Para receber os projetos experimentais de novos artistas sergipanos que tradicionalmente ocorriam no Beco, a Prefeitura disponibilizará um novo local: o Largo do Rosário. E para quem acompanhou as primeiras edições do Fasc, uma boa notícia: a Bica dos Pintos será palco de atrações novamente. Desta vez, o espaço que será totalmente requalificado pela Prefeitura terá apresentações dedicadas ao samba. 

 

50 anos de Fasc 

 

O Fasc foi iniciado nos anos 1970, e serviu de palco para grandes artistas sergipanos e nacionais, para que pudessem expressar suas produções artísticas nas mais diversas modalidades. O evento foi descontinuado em 2005 e retornou em 2017 resgatando a proposta dos antigos festivais e reacendendo a programação cultural da Cidade Histórica.

 

Em 2022, dois anos após pausa por conta da pandemia de Covid-19, o Festival retorna ao formato presencial e promete ser o maior de todos os tempos, trazendo grandes nomes da cultura local e nacional. Um dos nomes já confirmados para esta edição é o rapper paulista Emicida. A expectativa é que mais de 30 mil pessoas circulem diariamente pelas ruas históricas e por sua praça patrimônio da humanidade, ambas chanceladas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e pela Unesco, respectivamente. 

 

Foto: Heitor Xavier