FASC 50 anos: Palco Mariano Antônio receberá grupos teatrais e companhias de dança locais, regionais e nacionais

17/11/2022 - 17:13 Atualizado há 6 horas



Há 50 anos a Cidade Mãe de Sergipe celebra as diferentes linguagens artísticas através do Festival de Artes de São Cristóvão (FASC), que este ano completa a 37 edições devido às pausas que impediram que a festa ocorresse ao longo dos outros anos. Retomado pela atual gestão, em 2017, o FASC manteve a tradição de realizar o evento pelos diversos cantos do Centro Histórico, com salões de literatura, cinema, cortejos pelas ruas e 04 palcos, dentre eles o Palco Mariano Antônio, que ficará no largo da Igreja da Matriz e será o ponto de encontro dos grupos teatrais e das companhias de dança.

 

Grupo Imbuaça, com o espetáculo ‘Mar de fitas, nau de ilusões

 

O nome do palco homenageia um artista sergipano que fez história no tradicional Grupo Imbuaça, o ator e pesquisador Mariano Antônio, que no FASC é lembrado através do palco que este ano terá a presença de 12 grupos divididos entre os três últimos dias do evento. Em 02 de dezembro, segundo dia do FASC, o público assistirá aos espetáculos: ‘Varieté da Cigari’, do grupo Cigari; ‘Sarapokàn’, da bailarina Michelle Pereira e por fim, o espetáculo ‘De Canoa e de Rede’, do ator Ivo Adnil.

 

‘Sarapokàn’, da bailarina Michelle Pereira

 

No dia 3 de dezembro, ao passo em que as diversas manifestações artísticas tomam conta de outras praças, ruas e prédios históricos, o Palco Mariano Antônio será marcado pela presença de grupos teatrais que já levaram a cultura sergipana a outros palcos pelo Brasil e pelo mundo, como os grupos Boca de Cena, que trará o espetáculo ‘Remundados’ e o Grupo Imbuaça, com o espetáculo ‘Mar de fitas, nau de ilusões; além das sancristovenses Cia de Teatro Loucos por Loucos, com o ‘Santo e a Porca’ e a Sodança, que apresentará ‘Ruas’.

 

Remundados, com Boca de Cena

 

O último dia do FASC será em 04 de dezembro e o público será contemplado com uma programação extensa e ainda mais variada. No período da tarde o palco Mariano Antônio ganha o espetáculo ‘Baile do Cheiroso’, do tradicional grupo Mamulengo de Cheiroso, que já percorreu o mundo com a sua arte; seguido do Samba de Coco da Ilha, que representará a cultura ancestral da comunidade sancristovense Ilha Grande, além do espetáculo ‘Cabeleira – O Musical’, da Catalise Cia dos Artistas.

 

Cabeleira – O Musical’, da Catalise Cia dos Artistas

 

No período da noite marcará presença a Companhia de Dança Carpie Diem, com o espetáculo ‘Raízes Nordestinas’ e, finalizando a programação no largo da Igreja da Matriz, o espetáculo ‘Levando a Vida no Cabelo’, com a atriz fluminense Mariah da Penha, que retratará o fortalecimento da autoestima das pessoas negras por meio da valorização da cultura afro.

 

 Companhia de Dança Carpie Diem, com o espetáculo ‘Raízes Nordestinas’ 

 

Realização

 

O FASC é uma realização da Prefeitura de São Cristóvão, e neste ano conta com o patrocínio da Celi, Coca-Cola e Tiger. O apoio fica por conta da Fecomércio, Universidade Federal de Sergipe, Governo de Sergipe, Vitória Transportes, Thalu, Jaguar e RR Conect.

 

Confira a programação completa do Palco Mariano Antônio

 

Dia 02/12 - Sexta-feira

Palco Mariano Antônio, no Largo da Igreja da Matriz

15h – “Varieté Cigari” – Grupo Cigari

17h – “Sarapokàn” – Michelle Pereira

18h – “De canoa e de rede” – Ivo Adnil

 

Dia 03/12 - Sábado

Palco Mariano Antônio, no Largo da Igreja da Matriz

15h – “Remundados” - Boca de Cena

17h – “Mar de fitas, nau de ilusões” - Imbuaça

18h – “O santo e a porca” – Cia de Teatro Loucos por Loucos

19h30 – “Ruas” - Sodança

 

Dia 04/12 - Domingo

Palco Mariano Antônio, no Largo da Igreja da Matriz

15h – “Baile de Cheiroso” – Mamulengo de Cheiroso

16h – Samba de Coco da Ilha

17h – “Cabeleira – O Musical” – Catalise Cia dos Artistas

18h – “Raízes Nordestinas” – Cia de Dança Carpie Diem

19h30 – “Levando a vida no cabelo” – Mariah da Penha

 

 

Fotos: Divulgação dos espetáculos