Biblioteca Senador Lourival Baptista celebra 36 anos de fundação

30/04/2022 - 00:00 Atualizado há 3 dias



Nesta sexta-feira, 29, a Biblioteca Pública Municipal Senador Lourival Baptista, localizada na Praça São Francisco, completou 36 anos de existência, e para celebrar a data, a Prefeitura de São Cristóvão por meio da Fundação Municipal de Cultura e Turismo João-Bebe Água (Fumctur), promoveu uma tarde de atividades e muita música com o cantor Dimas Conceição.

 

Presente na comemoração, a presidenta da Fundação Municipal de Cultura e Turismo João Bebe Água (Fumctur), Paola Santana, ressaltou a importância de ações que mantenham a biblioteca viva, como as que vem ocorrendo nos últimos anos. “Temos buscado sempre realizar atividades seja no que diz respeito à leitura ou de cultura de uma maneira mais ampla, porque queremos tornar a biblioteca um espaço que vá além de um local apenas para consulta aos livros, mas que toda a comunidade se sinta acolhida e abrace tudo que a biblioteca tem a oferecer”, comentou a presidenta.

 

Paola Santana, presidenta da Fumctur

 

A coordenadora das bibliotecas municipais, Rafaela Pereira, acredita que a Biblioteca Senador Lourival Baptista tem marcado a história de muitos sancristovenses ao longo desses 36 anos. “Essa é uma biblioteca que tem sobrevivido durante todos esses anos, e mesmo com o avanço tecnológico, com a internet que tem facilitado algumas pesquisas, a biblioteca tem sobrevivido e cumprido seu papel para o qual ela existe”, complementou.

 

Rafaela Pereira, coordenadora das bibliotecas

 

O aniversário contou com a presença de estudantes do Colégio Elísio Carmelo e da EMEF Gina Franco. O professor Gladston Barroso foi quem acompanhou a turma do 2º ano do Elísio Carmelo, e segundo ele, esse é um momento único, principalmente para aqueles que foram ou ainda são frequentadores da biblioteca como é o caso dos seus alunos. “Muitos desses estudantes frequentam diariamente esse espaço, e ter ele aqui em nossa cidade é superimportante. A leitura deve ser estimulada sempre e aqui na biblioteca eles conseguem vivenciar novas experiências para além das salas de aula”, apontou.

 

Gladston Barroso, professor

 

A aluna Wislayne Santos, moradora do bairro Divinéia, contou que sempre busca frequentar a biblioteca para estudar e avalia o espaço como algo fundamental na cidade. “Acho que é um local muito importante, principalmente para nós alunos que estamos sempre em busca de conhecimento sobre a cidade ou outros assuntos que vemos sempre nas aulas”, destacou.

 

Wislayne Santos, aluna do 2º ano do Elísio Carmelo

 

Fotos: Heitor Xavier