37ª edição do Festival de Artes de São Cristóvão terá show de Diogo Nogueira 

14/09/2022 - 19:55 Atualizado há 14 horas



O cantor e compositor Diogo Nogueira é mais um dos grandes nomes da música confirmados para a 37ª edição do Festival de Artes de São Cristóvão (Fasc), que acontece de 01 a 04 de dezembro na Cidade Mãe de Sergipe. Além do sambista, também já foram anunciados como atrações do evento os seguintes artistas: Emicida, Hiran, Larissa Luz, Alceu Valença, Gal Costa, The Baggios, MC Tha e Reemah. 

 

Com 14 anos de carreira é um dos principais nomes do cenário do samba brasileiro atual. Filho de um dos maiores sambistas do país, o cantor e compositor João Nogueira, Diogo cresceu embalado por choros, sambas e muito batuque em cantorias promovidas em casa pelo pai com o melhor do samba e da MPB.

 

O sambista carioca trará para São Cristóvão o show do projeto “Samba de Verão”, uma trilogia audiovisual com três álbuns, “Sol”, “Céu” e “Lua”, que foi indicado a melhor álbum de samba/pagode na 22ª edição do Grammy Latino 2021, ao lado de Martinho da Villa, Paulinho da Viola e Nei Lopes, entre outros.

 

Neste projeto, Diogo apresenta um repertório com músicas inéditas que já se tornaram sucesso, como “Bota Pra Tocar Tim Maia” – que caiu no gosto do público, atingindo mais de um milhão de views em menos de um mês –, “Ouro da Mina”, além da nova parceria de Diogo e Moacyr Luz na música “Cadê?”. 

 

Também estará no show “Andança”, uma homenagem a Beth Carvalho, e “Espelho”, de seu pai João Nogueira, assim como não ficarão de fora seus sucessos “Pé na Areia”, “Clareou” e “Sou Eu”. E ainda vai mostrar seu recém-lançado single “Flor de Caña”, dele em parceria com Rodrigo Leite e Cauique, também autores de “Pé na Areia”, dedicada à namorada e musa inspiradora, Paola Oliveira, que participou do videoclipe, e já está em todas as plataformas digitais.  

 

O Festival

 

Em 2022, o Festival de Artes de São Cristóvão celebra 50 anos de história, e contará, além de muita música, com apresentações teatrais, dança, literatura, feiras gastronômicas, artesanato, palestras, oficinas e exposições. O evento terá uma programação que será distribuída em locais públicos, organizados de forma a garantir acessibilidade e sustentabilidade gratuitamente em todo o Centro Histórico e outros pontos da cidade. 

 

 

A expectativa é que mais de 30 mil pessoas circulem diariamente pelas ruas históricas e por sua praça patrimônio da humanidade, ambas chanceladas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e pela Unesco, respectivamente. Ao todo serão 15 locais preparados com toda estrutura necessária para receber as apresentações e o público.

 

O evento é promovido pela Prefeitura de São Cristóvão, por meio da Fundação Municipal de Cultura e Turismo João Bebe Água (Fumctur).

 

Foto: Guto Costa