SEMMA e SEMDET promovem recuperação de áreas degradadas no Povoado Caípe Velho

19/07/2022 - 16:34 Atualizado há 19 horas



Na busca de transformar São Cristóvão numa cidade sustentável, as Secretarias Municipais do Meio Ambiente (SEMMA) e de Desenvolvimento Econômico e do Trabalho (SEMDET), realizou na manhã desta terça-feira (19) ações de recuperação de áreas degradadas no Povoado Caípe Velho. A ação está inserida nas metas do Programa Cidade Verde, uma iniciativa que tem como objetivo colocar em prática o reflorestamento na Cidade Mãe.

 

Segundo Sara Juliana, diretora de gestão ambiental da Semma, a ação de hoje será desmembrada em futuras ações em outras áreas que serão recuperadas, também será feito um trabalho socioambiental junto às comunidades locais. “Esse espaço é utilizado como forma de lazer pela comunidade, e por isso é interessante que nesse local seja feita uma ação de educação ambiental para que essa área não seja degradada novamente”, explicou.

 

Sara Juliana, diretora de gestão ambiental da Semma

 

Sara ainda ressalta que a faixa fluvial do Rio São Gonçalo faz parte de uma área de preservação permanente, necessitando de uma proteção para manter o equilíbrio ambiental do espaço. “Além dessa ação, essas áreas também serão georreferenciadas e será feito um mapeamento para monitorar a recuperação florestal de São Cristóvão”.

 

 

Foram plantadas 25 mudas de plantas nativas da mata atlântica como Ipê, Mulungu, Aroeira e Craibeira. Para o técnico de agricultura da Semdet, Raimundo Góes, ter a parceria com a Semma em trabalhos de preservação é crucial e ressalta a realização de serviços futuros. “Nós também vamos fazer outro trabalho conjunto com a Semma para a recuperação de nascentes. São Cristóvão é riquíssima em água e há muitas nascentes que secaram, então estamos nessa união para recuperar essas fontes”, destacou.

 

Raimundo Goés, técnico de agricultura da Semdet

 

 

Fotos: Dani Santos