Semed aplica avaliação diagnóstica com alunos dos 4º e 5º anos

12/04/2022 - 15:55 Atualizado há 20 horas



A Prefeitura de São Cristóvão, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), iniciou nesta terça-feira (12) o processo de avaliação diagnóstica com alunos dos 4º e 5º anos da rede municipal. A ação busca identificar o nível de aprendizado dos alunos no início do ano letivo, bem como mapear estratégias de ensino adotadas, a fim de auxiliar o trabalho do educador. A aplicação da avaliação acontece até a próxima segunda-feira (18).

 

A coordenadora pedagógica da Semed, Deise Barroso, conta que os alunos estão sendo avaliados nos componentes de português e matemática, e que os demais dos 1º ao 3º anos já haviam sido testados com provas de fluência. Por meio dessa ferramenta, será possível avaliar quanto os estudantes dominam determinados conhecimentos, habilidades e competências.

 

 

 

“Em um cenário onde existem perdas de aprendizagem, será preciso planejamento, esforço e trocas para não deixar nenhum estudante para trás, essa é a nossa expectativa após a realização da avaliação”, concluiu a coordenadora.

 

Deise Barroso, coordenadora pedagógica da Semed

 

Aplicação nas escolas

 

A EMEF Frei Fernando foi uma das escolas onde os alunos participaram da avaliação. A aplicação iniciou na manhã desta terça-feira, e de acordo com a coordenadora Vanessa Macedo, o “processo é de suma importância, pois a partir dessa prova, utilizamos o dia a dia dos alunos por meio de estratégias como incentivo de leitura, uso de cálculos básicos e avançados, e então podemos solucionar os problemas de aprendizagem”, explica.

 

Vanessa Macedo, coordenadora da EMEF Frei Fernando

 

Para a professora Vera Gois, a avaliação se torna necessária para testar o conhecimento dos alunos aliado ao que é abordado em sala de aula. “É sempre muito bom. Através dessas avaliações nós podemos utilizar os assuntos que eles têm mais dificuldades para trabalhar de forma mais aprofundada por meio de outros métodos”, finaliza.

 

Vera Gois, professora

 

Fotos: Dani Santos