Semast oferta tarde de atividades para grupo de mulheres assistidas pelo CREAS

25/03/2022 - 15:31 Atualizado há 5 horas



A Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast), dentro das políticas do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI), ofertou na última quinta-feira (24), uma tarde de atividades para o grupo de mulheres que são assistidas pelo CREAS no município. O encontro contou com palestra motivacional, massoterapia e auriculoterapia, e fez alusão ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no último 8 de março.

 

 

A ação marcou o retorno das atividades presenciais do grupo de mulheres do CREAS, que estava paralisado desde 2020 por conta da pandemia da Covid-19. “Depois de todo o processo pandêmico em que tivemos as atividades suspensas, estamos voltando hoje com essas ações que visam fortalecer esse grupo de mulheres, elevar a autoestima delas, e mostrar que a Prefeitura através da Semast está disponível e aqui também é a casa delas”, informou a coordenadora de proteção social e especial, Ceiça Galindo.

 

Coordenadora de proteção social e especial, Ceiça Galindo

 

O grupo é dedicado para todas as mulheres que passaram por alguma situação de violação de direitos, dando suporte para as mesmas. Para a assistente social do CREAS, Daniele Vieira de Jesus, as atividades ofertas no grupo são importantes para que as mulheres possam se fortalecer.

 

Daniele Vieira de Jesus, assistente social

 

“Temos o intuito de levar a informação para elas, além de promover momentos de relaxamento como o de hoje, para elas que passaram por algum tipo de violência possam esquecer um pouco dos seus problemas e se encontrar, de encontrar seus direitos. Nosso trabalho tem o objetivo de desenvolver e contribuir para a estimulação da autoestima dessas pessoas, do autoconhecimento enquanto mulher” apontou a assistente social.

 

Uma das usuárias do serviço é a professora Juliana Santos, que está sendo acompanhada há três meses pelo CREAS e vê o apoio como fundamental. “É algo muito importante para nós mulheres que sofremos qualquer tipo de violência, seja ela psicológica, física ou afetiva. São momentos onde podemos nos fortalecer”, avaliou.

 

Os encontros do grupo de mulheres acontecem mensalmente na sede do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) no Centro Histórico.

 

Fotos: Dani Santos