Semap reúne lideranças para apresentar projetos realizados e novas demandas para 2022

22/02/2022 - 18:23 Atualizado há 18 horas



A gestão municipal vem ampliando as ações da Secretaria de Meio Ambiente Agricultura e Pesca (Semap), sob o foco de promover o desenvolvimento sustentável e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida da população. Partindo desse objetivo, a Prefeitura de São Cristóvão reuniu nesta manhã (21), lideranças do município que representam estas atividades, com o objetivo de mostrar o balanço das ações ambientais realizadas em 2021 e de apresentar os programas e projetos que visam o desenvolvimento local sustentável para os próximos três anos da gestão.

 

No tocante ao que já foi realizado, o secretário da Semap, Edmilson Brito, apresentou uma lista com as principais ações desenvolvidas, entre as quais estão: o projeto São Cristóvão Verde; Semana do Meio Ambiente; Semana da Agricultura; Semana da Pesca; Seminário de Carcinicultura; Entrega de Equipamentos de Proteção Indivuidual (EPI) para catadores de recicláveis; Limpeza do rio Paramopama e Entrega de sementes, feijão e milho. Além de todas estas demandas já executadas, pode-se destacar a elaboração de minutas e leis, que visam reforçar a consciência ambiental dos munícipes.

 

Edmilson Brito, secretário da Semap, apresentando os projetos e programas 

 

Na ocasião, o prefeito, Marcos Santana, aproveitou o momento para salientar as suas expectativas com relação às demandas realizadas e as que estão por vir. “As ações da secretaria, desde o início da nossa primeira gestão, evoluíram de maneira significativa e o plano é que ampliemos ainda mais as políticas voltadas para a agricultura e para a pesca em nosso município. Existe um número significativo de trabalhadores e trabalhadoras que vivem da atividade extrativista no estuário do rio Paramopama e no Vaza-Barris. Por isso entendemos que é fundamental evoluirmos mais, ainda que muito já venha sendo feito”, pontua.

 

Marcos Santana, prefeito de São Cristóvão

 

O prefeito ainda destacou os esforços da gestão para que a agricultura se desenvolva na cidade, já que é uma atividade muito evidente no município, sobretudo a agricultura familiar; mencionou o projeto de reformulação da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplog), para que debrucem o olhar sobre o desenvolvimento econômico, não somente a partir da indústria, do comércio ou do serviço, mas a partir da carcinicultura e da pesca extrativista sustentável e enfatizou que São Cristóvão é um dos maiores produtores de camarão do estado, algo que deve ser explorado e divulgado.

 

 

O secretário da Semap, Edmilson Brito, deixou claro que todas as ações da Semap são voltadas para o bem-estar e o desenvolvimento da comunidade e que esta reunião oportuniza ao público um acompanhamento mais de perto dos projetos e demandas pensadas para 2022. “O nosso propósito é mostrar o que já fizemos, os trabalhos em andamento e as nossas intenções para com o futuro da comunidade. Inclusive trouxemos o Banco do Brasil com propostas de crédito que visam fortalecer o mercado, tanto para os produtores da agricultura, quanto para os da pesca, para que  possam implantar, ampliar e/ou manter os seus empreendimentos”, explica.  

 

Edmilson Brito, secretário da Semap

 

De acordo com Matheus Vieira, gerente geral do Banco do Brasil, São Cristóvão é uma das cidades mais promissoras do estado de Sergipe, tanto pelo valor histórico e cultural, quanto pela riqueza de recursos que possibilitam o desenvolvimento. “O banco enxerga que são Cristóvão tem um grande potencial. É uma das poucas cidades que possui duas agências do banco e com certeza tem tudo para expandir ainda mais. Por isso estou aqui representando o banco e trazendo algumas linhas de crédito para investimento no PRONAF, que é o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar. Tudo isso para fomentar o crédito na cidade e conseguirmos assim, investir na agricultura local, na pecuária, criação de peixes, dentre outras atividades”, destaca.

 

Matheus Vieira, gerente geral do Banco do Brasil

 

Expectativas dos representantes de associações, sindicatos e população em geral

 

Maria do Carmo Batista, presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares, elogia os esforços da gestão, que mesmo em meio aos percalços da pandemia, não mediu esforços para impulsionar as atividades da população rural. “Essa reunião vem resgatar a autoestima dos agricultores, porque a pandemia atrapalhou os nossos serviços. A presença do Banco do Brasil é um alento por conta de tudo que já assamos com burocracia e juros altos. Agora acredito que tenhamos mais projetos e as linhas de crédito vão facilitar a vida de quem vai financiar. Vejo o dia de hoje como portas e janelas que se abrem para que possamos movimentar o mercado”, afirma.

 

Maria do Carmo Batista, presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares

 

O presidente da Associação dos Aquicultores de São Cristóvão, Alexsandro Monteiro, destaca que em curto prazo a categoria já conseguiu conquistar bons resultados com a gestão da Semap. “Estou muito feliz em saber que o prefeito e a secretaria têm projetos para fortalecer a nossa produção e expandir o nosso produto para outras finalidades, como exposição ou até com os planos de inserção do alimento na merenda escolar dos estudantes. São Cristóvão hoje produz em torno de 600 toneladas de camarão ao ano e há perspectiva para que esse número seja ampliado. Temos orgulho do nosso trabalho e hoje nos sentimos valorizados”, pontua.

 

Alexsandro Monteiro, presidente da Associação dos Aquicultores de São Cristóvão

 

Programas e Projetos para a Semap em 2022

 

Para que São Cristóvão continue avançando com o Programa Cidade Mãe Sustentável, os esforços da secretaria não se esgotam, tudo isso para fazer jus a um dos principais objetivos do projeto “Reestruturando a Secretaria”, que consiste em fortalecer o “desenvolvimento econômico do Município, através do fomento de atividades nas áreas da agropecuária e meio ambiente”.

 

Arte: Cauê Mathias

 

Logo, para reforçar ações que promovam o desenvolvimento sustentável local, alguns dos projetos são: Cidade Verde; Reciclando, com a implantação de coletores de resíduos sólidos recicláveis; o projeto Mapeando, que consiste em mapear dados de interesse destas áreas; projeto Selo Verde; projeto Recuperando Nascentes e o projeto Centro de Educação Ambiental e Sustentabilidade de São Cristóvão (CEASC).

 

Fotos: Dani Santos