Semap e Consubaju discutem ações com catadores de recicláveis do município

10/02/2021 - 12:23 Atualizado há 4 horas



Com o objetivo de discutir ações que visam a melhoria das condições de trabalho dos catadores de materiais recicláveis, o secretário municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca (Semap), Edmilson Brito, se reuniu na última semana com os sancristovenses que integram a Associação de Catadores e Coletores de Materiais Recicláveis de São Cristóvão. A reunião também contou com a participação do superintendente do Consórcio Público de Saneamento Básico da Grande Aracaju (Consubaju), Evaldino Calazans.

 

De acordo com o secretário da Semap, a intenção do encontro foi ouvir as demandas dos catadores associados e apresentar propostas que a gestão municipal vem pensando para a categoria.  “Viemos nos colocar a disposição para ajudar, destacando que nosso trabalho visa o cuidado com as pessoas. Falamos também sobre o projeto do galpão de triagem, que está em andamento, e enquanto ele não fica pronto nós apresentamos a sugestão da Associação buscar um local provisório para que eles possam começar os trabalhos”, explicou Edmilson Brito.

 

Edmilson Brito, secretário da Semap

 

O superintendente do Consórcio, Evaldino Calazans, detalhou que, neste momento, para que as obras do galpão sejam iniciadas, é preciso do licenciamento ambiental da Administração Estadual do Meio Ambiente de Sergipe (Adema). De acordo com ele, as tratativas com o órgão já estão ocorrendo para realização da obra no bairro Rosa Elze, mas o Consórcio também vê a possibilidade de que o galpão seja construído em outra área da cidade.

 

Ainda segundo o superintendente, o objetivo para os próximos meses é atuar cada vez mais em parceria com o município para levar benefícios para os catadores. “Nós pretendemos iniciar logo o processo de coleta seletiva junto aos catadores para que possa gerar uma renda para eles”. 

 

Superintendente do Consórcio, Evaldino Calazans

 

A presidente da Associação de Catadores, Diana Santos, ressaltou a importância de a Prefeitura e o Consórcio estarem sempre em diálogo com a categoria. “Acho muito bom porque assim sabemos que eles se importam conosco e que querem nos ajudar em nosso trabalho”, destacou a presidente.

 

Fotos: Heitor Xavier