Secretaria de Saúde promove mutirão de combate ao Aedes aegypti no bairro Lourival Batista

13/01/2022 - 19:49 Atualizado há 1 hora



Nesta quinta-feira (13), a Prefeitura de São Cristóvão, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promoveu mais um mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti no bairro Lourival Batista. Esta foi a segunda ação realizada na região neste ano visando a redução dos focos do mosquito causador da Dengue, Chikungunya e Zika Vírus.

 

Durante as visitas, os Agentes de Combate a Endemias usaram os devidos inseticidas para o combate ao mosquito, passaram orientações às famílias para não deixar água parada em locais propícios à proliferação do Aedes. Nestas duas ações no bairro, foram mais de mil residências visitadas pelos profissionais da Secretaria de Saúde.

 

 

“A Secretaria de Saúde identificou que essa região estava apresentando muitos casos de Dengue e Chikungunya, e a partir disso foram planejados os mutirões para buscar eliminar os focos do mosquito nas residências do bairro. Nós estamos orientando a população, fazendo o trabalho educativo, e verificando os locais das casas que são propícios para o acúmulo de água e que podem ser criadouros dos mosquitos”, explicou a agente de endemias, Márcia Maria Santos.

 

Agente de endemias, Márcia Maria Santos

 

Segundo ela, dentre os criadouros mais comuns encontrados nas residências estão: reservatórios de água (tanques, caixas d’água, baldes), lavanderia, e pequenos itens encontrados nos quintais, como vasos de planta, cascas de ovos e vasilhas plásticas.

 

Morador há 30 anos do bairro Lourival Batista, José Ronaldo Silva possui em sua casa três reservatórios de água. Ele detalha que sempre tem buscado manter os recipientes limpos para evitar a proliferação das larvas do mosquito, mas que o trabalho realizado pelos agentes de endemias é fundamental para fortalecer esse cuidado. “Acho importante esse trabalho que eles realizam porque sempre passam as dicas de como manter os cuidados e acho que nos deixa mais alertas sobre as doenças que o mosquito pode causar”, apontou.

 

José Ronaldo, morador do bairro Lourival Batista

 

Como agir

Caso a população identifique possíveis focos do mosquito Aedes aegypti, deve entrar em contato com a Ouvidoria da Saúde através do telefone 99873-1806. No caso de sintomas de doenças como Dengue e Chikungunya, o indivíduo deve procurar a unidade de saúde mais próxima da sua residência para que seja avaliado por um profissional de saúde.

 

Fotos: Dani Santos