São Cristóvão recebe repasse do Governo de Sergipe para investir na Educação Infantil

29/06/2022 - 23:42 Atualizado há 4 horas



O município de São Cristóvão foi contemplado com o repasse de R$ 3,8 milhões do Programa Alfabetizar pra Valer, iniciativa do Governo de Sergipe. A solenidade para o anúncio da distribuição dos recursos ocorreu na última terça-feira (28), na sede da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), e reuniu prefeitos e profissionais da educação de várias cidades sergipanas. 

 

Na ocasião, o prefeito de São Cristóvão destacou que “esse é um investimento para educação sergipana a partir dos municípios, aportando recursos, isso é importante principalmente para os municípios que são carentes e é por isso que temos que louvar uma iniciativa como essa”. 

 

Vice-prefeito Paulo Júnior e o prefeito Marcos Santana estiveram na solenidade

 

De acordo com a secretária de educação de São Cristóvão, Deise Barroso, o valor recebido chega em um momento importante e será fundamental para manter São Cristóvão no caminho para se tornar uma cidade educadora.“O repasse serve para nós como um investimento nas escolas que possuem turmas do bloco da alfabetização. Esse valor vai para a infraestrutura, materiais escolares, informática, dentre outros”, informou.

 


Secretária de educação de São Cristóvão, Deise Barroso

 

Ao todo foram R$ 100 milhões destinados para os municípios, e os recursos serão investidos na infraestrutura física, educacional, tecnológica e administrativa das unidades escolares em regime de colaboração com os municípios inseridos no Pacto Sergipano pela Alfabetização na Idade Certa, cujo objetivo é alfabetizar as crianças sergipanas até os 7 anos de idade. “Os 75 municípios sergipanos foram contemplados e esse valor é para que vocês possam investir na educação. É uma forma que a gente encontrou de colaborar com essas cidades”, destacou o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas em seu discurso. 

 

Governador de Sergipe, Belivaldo Chagas

 

Também presente na solenidade, o secretário de Estado da Educação, Josué Modesto dos Passos, explicou como foi feita a divisão dos recursos para os municípios. “O critério de distribuição é bem objetivo. Ele se baseia na matrícula dos alunos na rede municipal no ciclo de alfabetização e é ponderado pelo Valor Anual Total por Aluno (VAAT) de cada cidade. Os municípios com menor renda por aluno receberão um valor maior para investir em suas redes”, detalhou.

 


Secretário de Estado da Educação, Josué Modesto dos Passos

 

Fotos: Yago de Andrade