São Cristóvão e ONG Mães Pela Diversidade firmam parceria

10/02/2021 - 15:32 Atualizado há 10 horas



A Prefeitura de São Cristóvão e a ONG Mães Pela Diversidade vão traçar ações em prol da população LGBTQIA+ do município, ofertando cursos profissionalizantes e palestras sobre temas que vão dialogar diretamente com o cotidiano das pessoas. Participaram da reunião: a diretora-presidente da Fundação de Cultura e Turismo João Bebe-Água (Fundact), Paola Santana, a coordenadora geral da ONG Mães Pela Diversidade, Alessandra Tavares e as subcoordenadoras, Neide Silva e Kênia Moura além da coordenadora de captação de recursos da Fundact, Sandra Sena.

 

 

“Estamos criando dentro da Fundact uma coordenação de Identidade de Gênero. A proposta será fazer um trabalho em conjunto com as demais secretarias. A demanda com a ONG Mães Pela Diversidade veio do primeiro passos que demos ao garantir o acompanhamento para facilitar a retificação do nome social de pessoas trans (numa conexão com a Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho - Semast). A partir de agora, vamos ofertar uma rede de assistência à ONG e proporcionar primeiramente um curso para nossos servidores sobre tratamento e acolhimento, sendo que na sequência vamos ampliar para a população LGBTQIA+ trazendo palestras e cursos voltados para as suas necessidades”, informou Paola Santana.

 

 

De acordo com a coordenadora geral da ONG Mães Pela Diversidade, Alessandra Tavares, a ligação com São Cristóvão intensificará os trabalhos que o grupo vem realizando, além de servir como base para outros municípios sergipanos. “A ideia é realizarmos capacitações com foco na educação e na saúde da população LGBTQIA+. A Prefeitura de São Cristóvão vem dando um exemplo às demais prefeituras, visto que o município se tornou pioneiro em firmar esse tipo de parceria. Esperamos o quanto antes ofertarmos os cursos, e que os demais municípios façam o mesmo”, frisou.

 

A ONG Mães Pela Diversidade é parceira da CasAmor, Clínica Remonta, Rede Nacional de Operadores de Segurança Pública LGBTI+ (Renosp), UNIDAS, Ministério Público e AOB.

 


Fotos: Heitor Xavier.