São Cristóvão apresenta queda de 91% em casos novos de covid-19 em relação ao pico da terceira onda no município

22/02/2022 - 17:51 Atualizado há 3 dias



São Cristóvão apresentou na última semana queda de 91% nos novos casos de covid-19 em relação ao pico da pandemia no município (terceira onda), registrado na última semana de janeiro de 2022. Os novos dados mostram que o município registrou 49 casos novos de covid-19 na semana de 14 a 20 de fevereiro, uma redução significativa na curva epidemiológica de novos casos.

 


Segundo José Marcos, Coordenador de Monitoramento e Avaliação da SMS, São Cristóvão registrou o pico da terceira onda de casos novos (taxa de incidência) na última semana de Janeiro/2022, quando naquela avaliação houve a confirmação de 578 casos novos no município.

 

 

 

José Marcos, Coordenador de Monitoramento e Avaliação da SMS

 

 


“Este número foi superior ao registrado nos picos da primeira (199 casos novos) e segunda (382 casos novos) ondas da pandemia em nível local. Felizmente, graças ao avanço da vacinação, o impacto dessas recentes contaminações em internações e óbitos foi incipiente, fato que reforça a importância das vacinas na maior proteção contra as formas graves da doença (internação e/ou óbito)”, afirmou o Coordenador.

 

 

 

 

 

 

 

Ainda segundo ele São Cristóvão está na terceira semana consecutiva de redução de casos novos, e atualmente há menos de 10 casos ativos e em monitoramento pela equipe de saúde do município. Para Beatriz Costa, coordenadora de Vigilância Epidemiológica, a sobrecarga dos serviços de saúde é também um indicador utilizado a fim de compreender como está se comportando o aumento ou redução do número de casos sintomáticos/suspeitos.

 

 


“Avaliamos semanalmente o número de atendimentos em cada centro de atendimento a pacientes com síndrome gripal. E foi possível perceber que o maior número de atendimentos foi registrado na 5ª semana epidemiológica, compreendida entre 30 de janeiro 05 de fevereiro, em que foram registrados 926 atendimentos, somando os dois estabelecimentos de saúde. Desde então, seguimos no decréscimo desses atendimentos. Na última semana, de 13 a 19 de fevereiro, registramos apenas 192 atendimentos”, explica ela.

 

 

 

Beatriz Costa, coordenadora de Vigilância Epidemiológica

 

 

O índice de positividade no RT-PCR e teste antígeno também diminuiu na semana avaliada (30 de janeiro a 5 de fevereiro). “Tínhamos um índice de positividade no RT-PCR de 81,98% das amostras e de 50,39% no teste rápido de antígeno, em contraponto à última semana que tínhamos apenas 35,4% das amostras coletadas para RT-PCR detectáveis e de 13,59% das amostras de teste rápido antígeno reagentes”, completa Beatriz Costa.

 

 


Isso coloca o município em uma situação epidemiológica mais confortável frente à diminuição de sobrecarga nos serviços de saúde que atendem esse público. No entanto, a SMS reforça a importância de manter os cuidados de prevenção ao vírus. “Reforçamos na população a importância de continuar procurando os pontos de vacinação para recebimento da segunda dose (imunização completa) e dose de reforço, que associada a outras medidas gerais de prevenção, tais como o distanciamento social e o uso constante de máscara facial, tornam-se essenciais no enfrentamento efetivo à COVID-19”, reforçou José Marcos, Coordenador de Monitoramento e Avaliação da SMS.