São Cristóvão adere ao Programa “Saúde com Agente” para formação profissional dos agentes de saúde do município

23/06/2021 - 16:34 Atualizado há 2 dias



A prefeitura de São Cristóvão, através da secretaria de saúde, aderiu ao Programa “Saúde com Agente” do Ministério da Saúde, que tem por objetivo realizar a formação técnica dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias.

 

Essa formação vai capacitar os agentes a desenvolverem atividades como aferição de pressão arterial, de glicemia capilar, entre outras ações durante a visita domiciliar na comunidade, dentro das diretrizes estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

 

Segundo Daniella Pereira, Referência Técnica em Educação Permanente em Saúde, o Programa “Saúde com Agente” além de qualificar os profissionais também amplia as atribuições dos agentes de saúde e do agente comunitário de endemias, melhorando a efetivação das ações de saúde.

 

“O programa integra a atenção primária à saúde e a vigilância epidemiológica e desenvolve a destreza manual de atividades como aferição de pressão arterial e de glicemia capilar, o que é muito benéfico para o acompanhamento de pacientes com doenças crônicas, que é uma realidade do nosso município”, explica  ela.

 

O curso prevê uma carga horária 1200 horas, com duração de cerca de um ano e meio, e será realizado de forma semi-presencial (com parte do curso on line) em algumas das Unidades Básicas de Saúde (UBS) estruturadas com TV, internet e computadores para serem utilizados como ferramentas nessa formação.

 

Para o coordenador da saúde bucal da secretaria municipal de saúde, Mário Luis Tavares Mendes, esse projeto vem em um momento de suma importância uma vez que a atenção primária e o SUS carecem de ações formativas como esta. “Essa formação vem atender a essa carência de ações formativas que melhorem e impactem diretamente o processo de trabalho da atenção primária”, afirma ele.

 

“Os agentes vão estar mais qualificados, o que diretamente vai impactar na melhoria da resolutividade da atenção primária e conseqüentemente, nas condições de saúde da nossa população, que precisa muito da atenção primária para ter suas demandas atendidas”, enfatizou o coordenador.  

 

O município buscará capacitar todos os 153 Agentes Comunitários de Saúde e os 48 Agentes de Endemias do município a partir de novembro de 2021.