Rinha de Galo: Secretaria de Meio Ambiente e Polícia Ambiental realizam fiscalizações

13/05/2021 - 16:23 Atualizado há 17 horas



Após denúncias sobre possíveis criadouros de aves para a luta em rinha de galo, técnicos da Secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca de São Cristóvão (Semap) solicitaram o apoio do Pelotão da Polícia Ambiental para a realização de fiscalizações em bairros da cidade. A ação contou também com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente de Aracaju, que destinou respaldo veterinário para a verificação do estado de saúde dos animais.

 

“Recebemos as denúncias e estamos averiguando a situação destes animais juntamente com técnicos de nossa equipe, membros da Polícia Ambiental e também contando com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente de Aracaju, que vem para respaldar a situação da saúde dos animais, a partir de laudo veterinário. É um trabalho em conjunto e que faz parte do cotidiano da Semap, que preza também pela preservação da vida animal”, disse o secretário da Semap, Edmilson Brito.

 

 

Edmilson Brito

 

Durante os trabalhos forma encontrados dezenas de galos vivendo em situação de precária. “Como não houve flagrante de rinha de galo, nós estamos notificando os donos desses criadouros para que reequipem os espaços. Apenas em um caso encontramos uma situação muito ruim de criadouros e animais doentes, então neste caso nós autuamos o dono dos animais e emitimos documento para que ele preste esclarecimentos à justiça”, contou o 3º sargento da Polícia Ambiental, Valdemir.

 

Mayara Menezes Santos

 

De acordo com a veterinária da Secretaria de Meio Ambiente de Aracaju, Mayara Menezes Santos, apesar de não flagrarem galos em luta, o grupo acabou descobrindo animais feridos. “Muitos galos estavam com ferimentos característicos de briga em rinha, como: olho perfurado, edemas, tremendo, sem pena e sem exporão. Nosso trabalho, aqui em parceria com São Cristóvão, será emitir um laudo veterinário especificando essa situação”, pontuou.

 

A partir deste laudo, a Semap passará a Polícia Ambiental toda a documentação, e assim tomar as providências legais contra os criadores irregulares. Para denunciar casos de maus-tratos contra animais, a Prefeitura de São Cristóvão divulga o contato: (79) 99802-7403.


Fotos: Dani Santos.