Programa Papo Jovem leva discussão profissional e econômica ao Colégio São Cristóvão

24/02/2022 - 17:06 Atualizado há 5 horas



A Prefeitura de São Cristóvão, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast), promoveu na manhã desta quinta-feira (24) a primeira roda de conversa do Programa Papo Jovem no Colégio São Cristóvão em 2022. Essa ação visa trabalhar temas da atualidade com alunos da rede municipal por meio de diálogos dinâmicos e abertos com a participação de especialistas da temática abordada.

 

De acordo com a coordenadora de juventude da Semast, Monique Elen, o tema escolhido para o debate surgiu a partir de um levantamento de dados no município sobre os interesses dos jovens sancristovenses. “Nós temos um cronograma previsto para o ano todo, esses jovens estão numa fase em que precisam refletir melhor sobre os temas, a forma de pensar no futuro e a carreira que eles querem seguir. Por meio disso, iremos trabalhar sobre esses assuntos nas demais escolas daqui da região”, explicou.

 

Monique Elen, coordenadora de juventude da Semast

 

Sob o tema ‘Futuro, Carreira e Finanças’, a roda foi direcionada aos alunos do 9º ano do Colégio São Cristóvão e contou com a participação da economista da diretoria do trabalho da Semast, Cláudia Virgínia Santos. Em sua fala, a palestrante contou um pouco mais da profissão de economista e a importância de se ter um planejamento, saber investir na hora certa e evitar o consumo indesejado. “Tudo é meta, tudo é sonho e a partir dele, temos que idealizar, saber o queremos e então procurar saber como alcançar esse sonho, e tudo isso é feito através do planejamento”, destacou.

 

 

 

Claúdia Virgínia Santos, economista da diretoria de trabalho da Semast

 

Para a coordenadora do Colégio São Cristóvão, Elenildes Santos Barbosa, espaços de conversa como esses auxiliam no aprendizado dos estudantes. “Nós visamos garantir o melhor de cada aluno, então esse debate tem o intuito de garantir que nossas crianças tenham um futuro promissor, mostrando o seu verdadeiro potencial”, disse ela.

 

Elenildes Santos Barbosa, coordenadora do colégio São Cristóvão

 

Processo educativo

 

A estudante Janaína Caroline, que busca ter seu próprio empreendimento quando crescer, considera que o programa permite que os alunos tenham um choque de realidade e a orientação correta para o futuro. “Eu entendi que tudo custa dinheiro, que eu tenho que ver o lado dos meus pais, tenho que pensar no futuro e ajudar a economizar porque eu sei que mais pra frente eu vou ter que passar por isso”, comentou a aluna.

 

Janaína Caroline, estudante do colégio São Cristóvão

 

Já o estudante Everson Gustavo, declarou que o papo ajudou a entender mais em relação a poupança e a gerenciar melhor o seu próprio dinheiro. “Se você recebe uma quantia boa, é melhor não gastar com besteira e investir no futuro ou então guardar para investir em algo pessoal”, finalizou.

 

Everson Gustavo, estudante do colégio São Cristóvão

 

Fotos: Heitor Xavier