Prefeitura promove visita técnica com empresários da Fecomércio nas sete ilhas de São Cristóvão

04/08/2022 - 15:08 Atualizado há 8 horas



Além das riquezas culturais e arquitetônicas no solo sancristovense, o território da Cidade Mãe de Sergipe é repleto de belezas também em suas águas. Com o intuito de fomentar o turismo fluvial e as potencialidades que envolvem a região banhada pelo Rio Vaza-Barris, a Prefeitura de São Cristóvão promoveu nesta quarta-feira (03) uma visita técnica com empresários que integram a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe (Fecomércio/SE).



Acompanhados pelos técnicos da Fundação Municipal de Cultura e Turismo (Fumctur), os visitantes puderam fazer o trajeto de 15km de extensão, conhecendo a localização das sete ilhas que estão no entorno do Rio Vaza-Barris. Na oportunidade, os empresários indicaram possíveis investimentos que podem ser feitos na região, o que contribuirá futuramente para o desenvolvimento local, e a geração de emprego e renda para os munícipes.


Ilhas de São Cristóvão foram visitadas na manhã de ontem

 

A visita teve como ponto de partida a Praça São Francisco, patrimônio da humanidade, seguindo pela nova Rodovia Paraíso das Águas para o povoado Pedreiras. De lá, os empresários seguiram de barco pelo rio, onde avistaram a ilha do Rato, Veiga,  Diabreto,Traipu, Ilha Pequena, Ilha Grande e desceram na Ilha da Jibóia para conhecer as peculiaridades do local. Após o passeio fluvial, os empresários retornaram ao Centro Histórico para conhecer as queijadas, briceletes e o Cristo Redentor de São Cristóvão. 


 

De acordo com o coordenador de promoção turística da Fumctur, Kaio Rocha, a ideia da visita promovida pela Prefeitura foi mostrar todo o potencial que São Cristóvão tem, em uma área que ainda é pouco explorada. “Nosso Centro Histórico já é consolidado por conta do turismo religioso e do patrimônio arquitetônico, mas as regiões fora do Centro também possuem belezas que precisam ser conhecidas, por isso trouxemos eles aqui. Essa é uma região que a gente acredita que terá um crescimento exponencial nos próximos anos, com a vinda tanto de pessoas procurando por um momento de lazer, quanto àqueles que buscam conhecer o local”, explicou.



Kaio citou também a possibilidade dos empresários investirem no turismo fluvial, já que na região do município o Rio Vaza-Barris possui boa balneabilidade, facilitando a promoção de atividades turísticas e até esportivas. “Temos em nosso território um dos principais rios de Sergipe e que pode ser bem aproveitado. Podem ser feitas competições relacionadas à água, como canoagem, stand up paddle, canoa havaiana, e outras atividades que podemos trazer para o nosso rio que é bonito, limpo e oferece grandes possibilidades para o lazer”, acrescentou.

 

 

Para o coordenador das câmaras empresariais da Fecomércio, Lucas Uriel Lima, os empresários saem da visita com grandes expectativas. “A impressão que a gente teve é a melhor possível. Esse é um potencial que ainda não conhecia para o turismo de experiência fluvial e nas sete ilhas, principalmente na Ilha Grande que já possui um desenvolvimento notável, além da possibilidade do turismo urbano no Centro Histórico. A gente encara essa visita com um potencial imenso para o desenvolvimento do turismo no município”, apontou.


 

Lucas relembrou ainda que a Fecomércio vem dialogando com o município para a promoção de diversas iniciativas. Ele citou a reunião realizada pelo presidente da Fecomércio-SE, Marcos Andrade, com o prefeito Marcos Santana, onde foi discutida a possibilidade de instalação de um restaurante escola do Senac na cidade. Segundo ele, após as visitas o comitê do turismo da instituição deverá se reunir para discutir a realização de um projeto na cidade, podendo ele ocorrer nas sete ilhas ou no Centro Histórico.