Prefeitura investe mais R$ 630 mil em obras de drenagem e a população agradece o resultado

18/04/2022 - 13:39 Atualizado há 5 horas



A Prefeitura de São Cristóvão, através da Secretaria Municipal de Infraestrutura (SEMINFRA), investiu no primeiro trimestre deste ano, o valor de R$ 630.843,54 em obras de drenagem de águas pluviais. O intuito é aumentar a durabilidade da pavimentação asfáltica ou granítica e, o principal, assegurar a tranquilidade da população, que há tempos sofria com os impactos da chuva. A SEMINFRA já garantiu, neste período, 3.763,86 metros de rede pluvial e os sistemas adotados vão da instalação de dispositivos para drenagem superficial à implantação de manilhas enterradas.

 

 

Mais 630.843,54 investidos em obras de drenagem de águas pluviais

 

Para o secretário da Seminfra, Júlio do Nascimento Júnior, o ritmo acelerado destas obras assegura um melhor gerenciamento da água da chuva, “é uma espécie de controle que diminui o risco que enchentes, além de garantir a segurança da população que reside e trafega nestes locais. Nos períodos mais chuvosos a população fica mais vulnerável a vários tipos de danos decorrentes do excesso de água, inclusive à saúde”, explicou.

 

Júlio do Nascimento Júnior, secretário da Seminfra

 

A gestora de contratos da Seminfra, Carlyane Santos, destacou que “a implantação de um sistema de drenagem pluvial adequado, proporciona para a comunidade uma sensação de segurança, pois o escoamento do fluxo de água das chuvas, de forma rápida, minimiza os efeitos dos “pontos de alagamento”, melhora a mobilidade urbana em caso de chuvas intensas e reduz a proliferação de doenças oriundas da água parada/estagnada”.

 

Carlyane Santos, gestora de contratos da Seminfra

 

Com os resultados positivos já evidentes, a população agradece

 

Elenice Pinto da Conceição, marisqueira e moradora do bairro São Gonçalo há mais de 20 anos, relembra o passado do bairro, marcado por enchentes, lama e poeira. “Aqui era cheio de lama e quando chovia a água escorria para o lado da minha casa e enchia tudo. Agora não sofremos mais nada, isso por conta dos serviços que foram feitos aqui. A gente agradece por tudo o que a gestão vem fazendo por nós, ações importantes que nunca foram feitas antes”, pontuou.

 

Elenice Pinto da Conceição, marisqueira

 

Sair da lama era a situação mais esperada pelos moradores, disse a doméstica Maria Damiana Pinto. “Nos dias de chuva era difícil sair de casa e quando eu saia era com sacolas de plástico nos pés. Era horrível a nossa vida, porque nem carro entrava, nem para uma emergência. Hoje estamos livres desse transtorno, não tenho mais pavor nos períodos de chuva porque confio no serviço que foi realizado. Já presenciamos dias de chuva e hoje o cenário é totalmente diferente. A gestão está de parabéns e hoje me sinto valorizada como cidadã e isso eu falo por mim e por todos”, explicou.

 

Maria Damiana Pinto, doméstica

 

De acordo com a atendente Daiane do Nascimento, foram muitos anos esperando por essa valorização e por isso tamanha felicidade. “Nunca vimos tantas mudanças positivas. Eu que já tive a experiência de acordar com a casa cheia de água por causa da chuva, minha maior felicidade hoje é saber que as futuras gerações vão crescer fora da lama, com mais qualidade de vida. A o contrário do que era antes, agora está perfeito e eu agradeço muito”, destacou.

 

Daiane do Nascimento, atendente

 

Fotos: Dani Santos e Heitor Xavier