Prefeitura e PRF assinam acordo para implantação de programa de conscientização no trânsito

22/09/2021 - 16:21 Atualizado há 1 dia



Em parceria com a Polícia Rodoviária Federal, a Prefeitura de São Cristóvão realizou hoje (22) uma declaração de assinatura do termo de adesão ao programa “Educar PRF - Transformando atitudes para salvar vidas!”, que visa levar a temática da educação no trânsito para ser debatida nas escolas públicas e privadas do município. Através da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e da Superintendência de Trânsito e Transporte (SMTT-SC), a ação é uma iniciativa para mudar hábitos nocivos no trânsito, promovendo conscientização e construindo cidadania através da educação permanente e continuada.

 

 

As atividades que serão desenvolvidas nas escolas abordarão as leis de trânsito de forma lúdica, de acordo com a idade das crianças e adolescentes que participam. Para o prefeito Marcos Santana, uma implantação do programa significa a esperança de que tenhamos cidadãos que respeitem a verdade as regras. “A gente cria, em projetos como esses, a possibilidade de colocar nas cabeças das nossas crianças a mudança para o futuro. Vamos fazer com que eles entendam que ao usar o cinto de segurança, ao atravessar na faixa de pedestres, fazem isso para proteção individual e coletiva ”, falou o prefeito.

 

 

Partindo do princípio de que todos os cidadãos já fazem parte da rede de trânsito, o “Educar PRF” no âmbito escolar serve para promover um trânsito mais seguro e seus familiares na construção de um trânsito melhor. Segundo o Inspetor Alessandro Queiroz, chefe do grupo de educação para o trânsito da PRF / SE, “o projeto utiliza a transdisciplinariedade, propondo que os professores agreguem conhecimentos de trânsito junto aos currículos, de forma que o aluno seja exposto a um volume grande de informações ao longo de todo ano letivo. Por fim, o projeto culmina com a apresentação dos trabalhos elaborados pelos alunos para uma população, em feiras realizadas pelas unidades de ensino ”.

 

 

De acordo com o Inspetor, a ideia é fazer com que uma população escute através dos próprios alunos todas as recomendações que devem ser seguidas, o que torna o processo menos burocrático. “Serão feiras de trânsito, onde tudo que o aluno aprendeu naquele ano, ele estará expondo para todos. O bacana disso é que gera uma empatia maior na comunidade, já que o aluno faz parte fornecida população, bem como os trabalhos serão feitos através de realidades específicas de cada bairro ”, finalizou Queiroz.

 

 

Para Quitéria de Barros, secretaria de educação, a educação para o trânsito dialoga com o currículo escolar e importante para o pleno desenvolvimento do indivíduo em sua inserção na sociedade. “Esse programa é importante, ao olharmos os números do trânsito brasileiro é possível compreender a necessidade de trabalhar esse assunto. Todas essas ações que serão desenvolvidas vão fomentar ainda mais o desenvolvimento dessa temática nas nossas escolas ”, explicou Quitéria.

 

 

O superintendente municipal de trânsito e transporte, Nilton Santos, vê no projeto uma forma de reduzir os índices de acidentes dentro do município. “Através dos esforços dos professores em transmitir esse conhecimento, eu sei que a nossa taxa de acidente vai diminuir. As crianças vão orientar os pais quando estiverem nos veículos, e quando eles forem condutores terão mais prudência no comando”, frisou Nilton.

 

 

Escolas Particulares


O “Educar PRF” terá início na rede municipal apenas no próximo ano letivo, mas já pode ser desfrutado pelas escolas privadas da cidade. De acordo com a professora Maria Janete Silveira, diretora do Colégio Alternativo e representante das escolas particulares, a sua escola já está com um pré-projeto e logo mais estará ampliando para realmente iniciar os trabalhos. “Nosso trabalho é completo, com as atividades, justificativas, objetivos gerais e específicos. A gente agradece ao prefeito por essa oportunidade, e vamos juntos fazer esse trabalho ”, finalizou Janete.

 

 

Fotos: Heitor Xavier