Prefeitura de São Cristóvão entrega EMEF Raimundo Francisco dos Santos totalmente requalificada

17/06/2020 - 23:47 Atualizado há 3 dias



A Prefeitura de São Cristóvão, através da Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizou na tarde desta quarta-feira (17), uma cerimônia simbólica para entregar a requalificação da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Raimundo Francisco dos Santos. Com investimento de R$ 252 mil, a escola que fica no bairro Luiz Alves, foi a 15ª instituição de ensino do município a passar por readequação em sua estrutura física.

 

As mudanças na estrutura ocorreram no período em que os alunos da rede estão sem as atividades presenciais, em decorrência da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). O evento de entrega, inclusive, foi realizado seguindo as recomendações das entidades de saúde.

Presente na cerimônia, o prefeito Marcos Santana destacou o trabalho que tem sido desenvolvido pela Secretaria de Educação nos últimos anos, através de ações que visam garantir aos alunos do município um ensino qualificado. “Essa escola foi totalmente repaginada. Com ela, são 15 escolas do município que nós investimos para que houvesse uma melhoria nas condições de trabalho dos profissionais, e para que os alunos pudessem ter as condições ambientais necessárias”, ressaltou o gestor.

 

Marcos Santana fez questão de frisar que com melhores instalações o processo de ensino-aprendizagem acontece da melhor forma possível.

Aluno do 3º ano da Instituição, Rafael Dias Ferreira escreveu uma pequena carta há cerca de três meses, solicitando ao prefeito Marcos Santana que fosse feita uma reforma na escola. “Escrevi pedindo a ele que reformasse a escola porque estava precisando de manutenção, as salas estavam fechadas, fazia muito calor”, contou. Após verificar as mudanças feitas na estrutura do prédio, ele disse ter aprovado a requalificação. “Ficou ótima. Ela está mais espaçosa, as salas têm ar-condicionado. Gostei muito”, elogiou.

De acordo com a secretária da Educação, Quitéria de Barros, a EMEF Raimundo Francisco dos Santos teve o seu espaço físico ampliado para que pudesse abrigar um maior número de alunos da região. A atual capacidade é de 280 alunos, antes com cinco salas a escola agora conta com oito.

 

Ainda segundo Quitéria, o prédio tinha uma estrutura fechada, onde os muros comprometiam a ventilação no local.  Ela diz que “havia uma demanda reprimida nessa comunidade por matrícula. Nós conseguimos o prédio mais arejado, com áreas abertas, para que os alunos tenham um maior espaço de convivência. Infelizmente estamos entregando sem os alunos, por conta da pandemia, mas quando eles retornarem, ficaremos felizes em receber as crianças em uma escola tão bonita e tão pensada para que eles sintam prazer em estudar”, declarou.

Representando os parlamentares do município, o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Júnior, fez questão de parabenizar o trabalho que a gestão municipal tem feito para qualificar cada vez mais a educação em São Cristóvão. “Tenho certeza que a requalificação dessa escola irá contribuir para a formação dos novos alunos aqui do município, em especial os do Luiz Alves”, afirmou. O vereador parabenizou a todos os servidores da Semed em nome da Quitéria de Barros que "além de melhorar a parte pedagógica, qualificando nossos alunos, também está modificando a parte física das unidades de ensino”, destacou.

 

Aprovação

 

Atuando como diretora da escola há pouco mais de um ano, Telvânia Maria da Silva destacou as mudanças na estrutura do prédio. “Essa era uma escola que não tinha cor, tinha uma estrutura muito antiga. Com a readequação ela ganhou um novo brilho, uma nova luz”, apontou.

 

Requalificação

 

Ao todo, foram investidos R$ 220 mil em readequação e R$ 32 mil em equipamentos, sendo executados os seguintes serviços: instalação de forro, instalação de esquadrias de blindex, instalação da bancada de mármore dos banheiros, instalação de grades de proteção (janelas e ar condicionados), climatização das salas de aula e diretoria. O espaço também passou por revisão hidráulica, revisão elétrica, requalificação de espaços, revisão no telhado (substituição de telhas e calha), revestimento cerâmico em toda a escola e revisão nas das esquadrias de madeira e ferro.

Fotos: Dani Santos