Prefeitura de São Cristóvão e Saae levam água ao povoado Carmo

22/06/2020 - 15:07 Atualizado há 2 horas



Dentro do planejamento de levar água aos moradores dos povoados, a Prefeitura de São Cristóvão e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) aportaram nos últimos dias dentro da região do povoado Carmo. O Projeto Águas de São Cristóvão irá beneficiar cerca de 60 famílias (aproximadamente 240 pessoas) residentes no local. A iniciativa tem apoio do Governo do Estado, através da Cohidro.

Segundo o diretor-presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), Carlos Melo, neste momento, os técnicos estão cavando o poço que terá aproximadamente 50 metros de profundidade. “Este será o primeiro passo para levarmos água até as torneiras desses moradores. Após a instalação de 500 metros de rede de abastecimento vamos realizar as ligações de ramais, que são as ligações (por canos) entre o local do poço e as casas”, explicou.

 

Carlos Melo


O Projeto Águas de São Cristóvão já beneficiou 5.600 sancristovenses residentes nos povoados: Timbó da Barragem, Alto da Boa Vista, Alto do Cristo, Casulo/São Gonçalo/Baixa da Colina, Aldeia, Feijão, Arame II, Novo Horizonte, Ingazeira e São Gonçalo/Alto da Colina. O povoado Carmo entra na lista de trabalhos em execução enquanto Parque Santa Rita, Pedreiras e Aldeia de Cima já fazem parte da programação para o segundo semestre deste ano.

Cherlaine dos Santos

De acordo com Cherlaine dos Santos, moradora que vive no Carmo há 14 anos, a água só chega às torneiras duas vezes por semana, vinda da ligação de abastecimento do povoado Coqueiro. Segundo ela essa água também só chego no período da tarde e explica: "Temos que armazenar água, lavar tudo que puder e ajeitar a casa também. Como eu moro mais perto do Coqueiro recebo a água em minha casa, mas tem moradores do Carmo, na parte de baixo, onde a água nem chega e todo mundo acaba vindo aqui pra cima pra pegar água em carrinho de mão. É difícil. Espero que esse sofrimento acabe agora que a prefeitura está perfurando o poço”.


Live

Na última quarta-feira, 17, o prefeito Marcos Santana participou de Seminário Regional de Municípios do Norte e Nordeste, através de live, onde tratou do projeto Águas de São Cristóvão juntamente com participantes do Brasil inteiro.

Desenvolvido pela Prefeitura do São Cristóvão e Saae, o Águas de São Cristóvão recebeu o primeiro lugar no Prêmio Cidades Sustentáveis 2019, justamente pelo impacto positivo na vida de milhares de sancristovenses, que antes não tinham água em suas torneiras. Durante sua participação no evento, Marcos Santana enfatizou a disponibilidade do município quando o assunto são recursos hídricos.

Marcos Santana

“Em Sergipe temos aproximadamente nove engarrafadoras de água mineral e destas, sete estão em nosso território. Temos uma disponibilidade de água de qualidade muito grande, porém, ao assumirmos a administração da cidade vimos que não existia serviço de distribuição de água para o povo. Era um caos completo, parte significativa da população do Centro Histórico estava sem água e uma grande quantidade de pessoas dos nossos povoados também. O Projeto Águas de São Cristóvão veio para mudar esta triste realidade”, pontuou o prefeito.

Na ocasião, Marcos Santana ressaltou a importância de apresentar o caso de sucesso que o projeto se tornou para o município. “Esse convite confirma nossa capacidade de desenvolver ações que melhorem a vida das pessoas, efetivamente. O Águas de São Cristóvão é um projeto pensado para a realidade de nosso município e que resgata a dignidade e autoestima das comunidades envolvidas. Poder levar nossa experiência e inspirar ações deste tipo é gratificante”, concluiu o prefeito.


Fotos: Dani Santos/Heitor Xavier.