Prefeito de São Cristóvão participa de seminário sobre Preservação de Patrimônio Histórico e Cultural

21/06/2021 - 17:59 Atualizado há 3 dias



O prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, participou na manhã desta segunda-feira (21), de um seminário virtual com o tema “Preservação de Patrimônio Histórico e Cultural”. O evento foi promovido pela Escola de Contas Conselheiro José Amado Nascimento (Ecojan), do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE).

 

O gestor da quarta cidade mais antiga do Brasil apresentou um pouco sobre a formação estrutural de São Cristóvão, destacando que o município é dividido em dois polos: a parte histórica, onde está a parte tombada, e o outro polo, formado em torno do primeiro campus da Universidade Federal de Sergipe e localizada na zona de conurbação com Aracaju.

 

Em sua explanação, o prefeito reforçou a necessidade de que haja um novo olhar por parte do Governo Federal para as cidades tombadas e que possuem patrimônios reconhecidos pela Unesco, como é o caso de São Cristóvão. “A nós, gestores dessas cidades, é dada a responsabilidade de cuidar desses patrimônios, mas não é dada a possibilidade de acessar recursos sem ter que entrar em uma fila comum com 5570 cidades brasileiras. Continua sendo necessário que o Governo tenha políticas e programas específicos para essas cidades, já que elas têm responsabilidades adicionais como a preservação de monumentos tão importantes para o Brasil e para o mundo”, destacou.

 

Ainda segundo o prefeito de São Cristóvão, é necessário que também haja uma política de educação patrimonial para que a população tenha consciência da importância dos monumentos das cidades históricas. “Não raro, em São Cristóvão temos conflitos envolvendo quem mora no Centro Histórico e o IPHAN, órgão tão importante na preservação do patrimônio histórico brasileiro. Isso muitas vezes acontece porque nós não fomos educados para entender a importância da preservação do patrimônio como os casarões antigos, por exemplo”, falou o prefeito.

 

O evento que foi transmitido pelo canal do YouTube da Ecojan contou com a participação de conselheiros do TCE e de representantes de várias cidades do Brasil.

 

Foto: Heitor Xavier