PAA realiza a aquisição de mais de 10 toneladas de produtos oriundos da agricultura familiar do município

05/01/2021 - 15:23 Atualizado há 2 horas



Na manhã desta terça-feira, 05, a Coordenadoria do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), composta por representantes da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semast), Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca (Semap), e pelo Conselho de Segurança Alimentar de São Cristóvão, iniciou o processo de aquisição dos alimentos produzidos pelos agricultores familiares do município, e que posteriormente serão doados para instituições da cidade.

 


A coordenadora de Segurança Alimentar e Nutricional de São Cristóvão, Winne Fontes, frisou a importância do PAA tanto para os agricultores que entregam os alimentos e são beneficiários, quanto para as instituições que receberão os alimentos da agricultura familiar. “O PAA é um forte instrumento para fortalecer a agricultura familiar do município e atender as famílias em situação de insegurança alimentar com comida de verdade, que são assistidas pelas instituições. A união entre a Semast e a Semap foi fundamental para a execução e operacionalização do programa, juntamente com o Conselho Municipal de Segurança Alimentar”, enfatizou Winne.

 

Winne Fontes, Coordenadora de Segurança Alimentar de São Cristóvão

 


Ainda segundo ela, o PAA neste primeiro dia arrecadou aproximadamente 1.800 kg de produtos, e vai adquirir em sua totalidade mais de 10 toneladas de alimentos produzidos por agricultores familiares do município, totalizando R$ 100 mil de recursos disponibilizados pelo programa. Os alimentos serão distribuídos entre as oito instituições contempladas.


“Eu quero que esse programa continue, já que muitas vezes eu não consigo vender tudo e acabo jogando fora. Com a certeza de um comprador, fico tranquila sabendo que meu quiabo, pimentão e couve não serão desperdiçados”, falou Edizia Cassiano Teles, agricultora familiar e moradora do povoado Colônia Miranda. Para ela, a realização do programa faz com que os trabalhadores rurais tenham a certeza de que suas produções serão compradas.

 

Edizia Cassiano Teles, agricultora


De acordo com a presidente do Conselho de Segurança Alimentar, Maria do Carmo Batista Santos, o programa visa fortalecer a agricultura familiar, possibilitando que o trabalhador permaneça morando no campo com qualidade de vida, organizando sua produção. “Muitas vezes, o produtor familiar tem facilidade para plantar, mas na hora da venda, ele encontra algumas dificuldades, não conseguindo escoar o seu produto. Com essa adesão do município ao PAA, a prefeitura está melhorando a qualidade de vida do trabalhador familiar cada dia mais”, destacou Maria.

 

Maria do Carmo Batista Santos


As aquisições e entregas do Programa de Aquisição de Alimentos ocorrerão duas vezes ao mês, até o mês de abril, podendo ter seu prazo estendido.

 

 

Fotos: Dani Santos