Moradores do loteamento Lauro Rocha celebram abastecimento de água no local

09/06/2021 - 16:15 Atualizado há 2 dias



Conviver com o desabastecimento de água era algo que já fazia parte da vida de Maria Pureza dos Santos, moradora do loteamento Lauro Rocha há 30 anos. Porém, essa realidade ficou no passado. Desde o último mês, com a chegada do projeto “Águas de São Cristóvão”, ela e os demais moradores do local passaram a ter água de qualidade nas torneiras de casa. O serviço é uma das iniciativas da Prefeitura de São Cristóvão e do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE).

 

 Maria Pureza conta que passou por várias dificuldades em razão da falta de água. “Quando me mudei precisava ir buscar água com balde na cabeça em uma barragem que existia”, conta. Ela descreve que, com o passar dos anos, houve a chegada de um serviço alternativo de abastecimento, mas que não era gratuito. “Nessa época precisávamos comprar pelo menos dois garrafões de água por semana. Gastávamos R$ 30 reais toda semana para poder ter o que beber. Às vezes nós não tínhamos dinheiro para pagar, era muito difícil”, relatou.

 

Maria Pureza hoje tem água de qualidade em casa

 

Residente da Rua E, na parte alta do loteamento, ela desacreditava que um dia teria água em sua casa, mas hoje se diz feliz por ter esse serviço garantido 24h por dia e gratuito. “Estou muito feliz e espero que essa água fique para sempre. Foi a melhor coisa do mundo para gente”, afirmou.

 

Quem também se diz feliz com a chegada do abastecimento é Maria Joana do Espírito Santo. Ela conta que o abastecimento fornecido pelo projeto alternativo funcionava de maneira irregular, e que desde a chegada do serviço da Prefeitura e do SAAE isso não ocorre mais. “Antes tinha água dia sim e dia não, mas hoje temos água na porta, durante o dia todo. É uma coisa que me deixa muito feliz”, falou.

 

Maria Joana do Espírito Santo, moradora do Lauro Rocha

 

Marcelo Moura é outro morador que reforça o sentimento de felicidade com a chegada do abastecimento. “Nosso sentimento é de gratidão. O sofrimento era muito grande aqui antigamente. Só temos a agradecer pela água”, declarou.

 

Marcelo Moura, morador 

 

Finalização do serviço

 

O diretor-presidente do SAAE, Carlos Melo, explica que o Lauro Rocha é dividido em duas regiões: parte baixa e parte alta. Na parte baixa, segundo Carlos, o abastecimento é feito pelo poço do Casulo, e todos os moradores que residem na região já foram contemplados com água de qualidade em suas residências. Já na parte alta, o serviço será concluído em breve.

 

Ele detalha que, para atender a parte alta do loteamento, foi necessário perfurar um novo poço e realizar toda a recuperação da rede de abastecimento. “Nós tivemos que fazer uma recuperação completa, inclusive fazendo a religação em todas as casas, porque a rede estava totalmente danificada. Também foi preciso perfurar um novo poço tubular com vazão de seis mil litros por hora, para garantir água às 300 famílias que aqui residem”, explicou o diretor do SAAE. 

 

Carlos Melo, diretor-presidente do SAAE

 

Segundo Carlos Melo, todos os moradores da parte alta do Lauro Rocha devem ser beneficiados com o serviço nas próximas semanas. “Hoje nós já temos água na torneira de todos os moradores da parte baixa e na parte alta 90% das casas estão com abastecimento regular. Nossa previsão é que os novos tubos cheguem semana que vem, e assim poderemos concluir o serviço restante para garantir água para todos os moradores do Lauro Rocha, algo que é esperado há tantos anos”, afirmou o diretor.

 

Fotos: Heitor Xavier/Frames de videos