Moradores de São Cristóvão recebem kits alimentares oriundos do Programa de Aquisição de Alimentos do Estado

22/09/2021 - 17:27 Atualizado há 4 minutos



Na manhã desta quarta-feira, 22, a equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast) esteve no Assentamento Rosa Luxemburgo, no povoado Cardoso, para recolher parte dos alimentos que integrarão os 201 de kits, que serão direcionados às famílias sancristovenses em situação de extrema vulnerabilidade. São Cristóvão participou de edital, sendo assim selecionado no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) Estadual.


Segundo dados da Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seias) estimam-se que, nesta etapa do PPA Estadual, cerca de 290 agrofamílias sejam contempladas e que centenas de famílias recebam os alimentos oriundos destes produtores rurais. O PAA vai destinar cerca de R$ 1,9 milhões para a compra de alimentos, sendo todo esse estoque direcionado à doações. Os recursos, executados pelo Estado de Sergipe, são oriundos do Ministério da Cidadania e fazem parte das medidas econômicas criadas para amenizar os impactos da pandemia.


De acordo com a diretora de programas especiais da Semast, Maria Helena Fortes, as famílias contempladas com os kits fazem dos programas sociais, sendo selecionadas justamente por apresentarem índice de extrema vulnerabilidade. Cada um dos kits do PAA estadual contém: dois quilos de batata doce, dois bolos de macaxeira e três quilos de farinha de mandioca.

“Essa entrega contemplará famílias numerosas, pessoas com déficit nutricional, e em situação de subnutrição. São alimentos que chegam num momento oportuno, pois são famílias com pessoas, em sua maioria, desempregadas e assistidas pelos programas sociais. Nesta participação do PAA Estadual priorizamos agricultores locais, como forma também de favorecermos esses produtores”, explicou Helena.


A Prefeitura de São Cristóvão se inscreveu para receber parte dos recursos do PAA estadual, e desta forma montou 201 kits, beneficiando diretamente cerca de 800 pessoas. “Além das famílias, colocamos algumas instituições também como integrantes de nossa lista de doações, um exemplo disto é o Lar Esmeraldo, no Recanto dos Passarinhos onde entregamos 200 bolos”, pontuou a nutricionista técnica da Semast, Samidayane Guerra.

 

Para Verônica Batista dos Santos, o kit chega para complementar a alimentação da família. “Estou desempregada e assim que me ligaram avisando que receberíamos esse kit eu passei para pegar o meu. Neste momento mais complicado, com pandemia e desemprego, qualquer ajuda que chegue é bem-vinda”.


Os agricultores do Assentamento Florestan Fernandes viram seus produtos serem adquiridos, tanto em forma de produto in natura (batata doce) quanto em formato de bolo. “Essa parceria, que a prefeitura viabilizou, deu um ânimo em nossa produção. Só na fábrica de bolo conseguimos a participação de 18 funcionários diretamente trabalhando para fazer os produtos. Agradeço ao pessoal da prefeitura por ter nos contratado”, pontuou a coordenadora da associação, Maria Gilda Alves.

Maria Helena Fortes

 

Samidayane Guerra

Verônica Batista dos Santos

 

 

Fotos: Dani Santos.