Marcos Santana e vereador Ricardo Marques dialogam sobre a situação do transporte público da Grande Aracaju

05/05/2023 - 16:57 Atualizado há 2 dias



Na manhã desta sexta-feira (05), o prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, reuniu-se em seu gabinete com o vereador de Aracaju, Ricardo Marques, no intuito de dialogar sobre a situação do transporte público da Grande Aracaju. Durante o encontro, ambos falaram sobre a importância da atuação de todos os que fazem parte do Consórcio Metropolitano do Transporte Público e o prefeito reafirmou que não é de hoje o compromisso de buscar melhorias na prestação deste serviço, tanto no que concerne à mobilidade urbana quanto à segurança da população.

 

O prefeito pontuou sobre as suas atribuições e ressaltou que não está alheio às necessidades e reivindicações da população. “Eu tenho sido uma voz ativa e não há uma entrevista que eu seja questionado sobre o problema que eu não denuncie e exija uma solução. Na minha avaliação a solução passa pela chamada de uma assembleia geral dos quatro prefeitos que fazem parte da Grande Aracaju, porque é isso que o consórcio intermunicipal do transporte coletivo exige. Que essa assembleia crie imediatamente a autarquia que vai fazer o gerenciamento, porque como se trata de um transporte que ultrapassa limites de municípios, ele não pode ser gerenciado apenas por um” afirmou.

 

Marcos Santana. prefeito

 

Assim como o prefeito, Ricardo Marques apresentou as mesmas preocupações e destacou a urgência em encontrar alternativas que solucionem o problema. “Precisamos discutir a possibilidade emergencial de melhorar o sistema de transporte que envolve Aracaju, São Cristóvão, Socorro e a Barra dos Coqueiros. Há um ano exatamente o prefeito Marcos Santana estava comigo quando provocamos o Ministério Público para fazer o fórum sobre o transporte público com foco na licitação. Passou-se um ano e o que nós estamos acompanhando hoje é que a situação a cada dia piora. Eu tenho cobrado também dos outros prefeitos da Grande Aracaju”, destacou.

 

Ricardo Marques, vereador em Aracaju

 

Ainda durante o encontro, o vereador perguntou ao prefeito sobre o que falta para a criação desta autarquia, para que o consórcio seja realmente eficaz. Marcos Santana deixou claro que é fundamental uma reunião entre os quatro prefeitos. “O que falta para mim é que os quatro prefeitos se encontrem para dar uma resposta à população. Não pode haver encontros bilaterais, pois são quatro participantes e é assim que a lei exige em se tratando de consórcio. Inclusive clamo pela participação do Governo do Estado. É preciso que o Governo seja o mediador dessa reunião conjunta e que, inclusive, tenha a participação da Assembleia Legislativa, para assim dar início ao processo licitatório”.

 

O prefeito deu continuidade à sua fala enfatizando que todos os municípios envolvidos possuem os mesmos deveres, as mesmas responsabilidades e urgências, por isso a necessidade de se reunir. Outro ponto destacado foi sobre as linhas de ônibus. “É óbvio que uma ou outra linha seja deficitária. Mas há linhas que são superavitárias e elas se compensam, por isso o sistema é integrado, pois em determinados locais há menos passageiros que em outros. Essa é uma discussão técnica e isso será definido numa licitação, pois é o empresário quem vai saber o preço mínimo estabelecido para o trabalho dele. Por isso a licitação é urgente ", enfatizou.

 

Fotos: Dani Santos