Loteamento Lauro Rocha recebe mais de R$700 mil de investimentos em infraestrutura

19/11/2020 - 16:12 Atualizado há 17 horas



Os atos de Ir e vir são um direito básico de todos os cidadãos, mas se torna um desafio diário para as pessoas que moram em ruas sem calçamento. No loteamento Lauro Rocha, no bairro São Gonçalo, a Prefeitura de São Cristóvão iniciou a obra de pavimentação granítica e drenagem pluvial das ruas Ezique Alexandrino, Mário Borges, e a 2° etapa da rua B.

 

De acordo com o Prefeito Marcos Santana, essa obra faz parte de um projeto de acessibilidade e mobilidade para o bairro. “Quando chegamos à prefeitura, o Loteamento Lauro Rocha tinha apenas uma rua calçada. Nós já calçamos três ruas, e com essas outras três que estamos fazendo, vamos melhorar a acessibilidade da região,uma vez que criaremos mais duas entradas para a comunidade”, disse o prefeito.

 

Para o prefeito, a obra mudará a mobilidade dacomunidade

 

Um sonho tão esperado por todos da comunidade, agora se torna realidade. É o que diz Maria Helena, moradora do Loteamento há mais de 10 anos. “Já passaram vários prefeitos, mas nenhum nunca fez nada por nós. Agora nós estamos sendo tratados com dignidade e respeito, já que vamos sair da lama e viver melhor”, afirmou a moradora.

 

 

Segundo Rivelma Ribeiro Lima, engenheira fiscal da Seminfra, uma equipe está operando no calçamento da 2° etapa da rua B, e outra equipe já começará a implantar a rede de drenagem na rua Ezequiel Alexandrino. “Vamos realizar paralelamente duas frentes de trabalho, uma na rua B, onde falta apenas um trecho de calçamento, e outra na Ezique, com a construção da rede de drenagem para depois iniciar o calçamento”, falou.

 

 

A obra de pavimentação e drenagem abrange uma área de 3.200m², está orçada em R$ 702.493,80, com todos os recursos oriundos do município. A obra conta com 349m de manilhas para drenagem, dois pontilhões que passarão sobre o rio, 12 rampas de acessibilidade, 10,8m² pisos táteis, 1.339m² áreas de passeio, sinalizações e faixas de pedestres.

 

Engenheiros da Seminfra avaliam o projeto da obra

 

Fotos: Dani Santos