Homenagens ao Bicentenário da Independência do Brasil encerram com desfile cívico no Eduardo Gomes

12/09/2022 - 15:19 Atualizado há 8 horas



 

A Prefeitura de São Cristóvão, através da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), realizou neste domingo (11), no Eduardo Gomes, o encerramento das atividades em homenagem ao Bicentenário da Independência do Brasil. O tradicional Desfile Cívico estudantil, cujo tema foi: “Democracia para a Cidadania”, ocorreu após dois anos de hiato por conta da pandemia e contou com a participação de 07 escolas, municipais e estaduais, do Clube de Desbravadores e Aventureiros, além das 09 bandas de música, incluindo a Lira Sancristovense.

 

 

 

 O prefeito Marcos Santana salientou a importância do simbolismo que o evento carrega, sobretudo no ano em que se comemoram duzentos anos em que o Brasil se tornou independente de Portugal. “Este ano o desfile se reveste de uma importância ainda maior, porque estamos comemorando os duzentos anos do ato que separou politicamente o Brasil de Portugal. Eu evito falar de independência, porque ela está se construindo através da independência econômica do nosso povo, assim como da independência política. Então, é um momento simbólico, que nos impulsiona a continuar lutando para fato estabelecermos definitivamente a independência desse país”, enfatizou.

 

Marcos Santana, prefeito

 

Para a secretária da SEMED, Deise Barroso, o evento está para além das apresentações de cada escola. “O intuito é de que cada instituição trabalhasse temas que incutissem no universo dos alunos essa ideia de independência através da cidadania. Após essa pausa de dois anos, nós convocamos os diretores e sugerimos que o desfile apresentasse uma proposta pedagógica voltada para o tema “Democracia para a Cidadania”. Reforçamos que essa temática fosse trabalhada juntamente com os alunos, para compreenderem o que é ser um cidadão independente e quais são os seus direitos e deveres”, explicou.

 

Deise Barroso, secretária da SEMED

 

Eduardo César Santos é gestor de uma das escolas do município, acompanhou os estudantes do início ao fim do percurso e descreveu a sua emoção por fazer parte desse momento. “É inenarrável a emoção porque este evento é a mais pura representação da cidadania porque incute nos alunos o orgulho de ser brasileiro”. Quem também opinou foi a aposentada Maria Anete, que assistiu até a última escola. “É um momento único, duzentos anos de independência, dois anos de pausa pela pandemia, então temos que prestigiar e valorizar a educação e pátria”, afirmou.

 

Eduardo César Santos, diretor da Emef Izidória Mendes Cruz

 

Maria Anete, aposentada

 

Francielle da Silva, auxiliar de serviços gerais, desde a infância acompanha as apresentações locais. “Não faz muito tempo que moro em São Cristóvão, mas desde criança frequento a cidade, inclusive já desfilei aqui. Fiz questão de vir e trazer meu filho, para ele ver as temáticas abordadas por cada escola, que se colocadas em prática são de grande valia para o desenvolvimento da nação. Ela ainda atribuiu à gestão o crescente sentimento de orgulho que os moradores da cidade vêm nutrindo nestes últimos anos. “A partir dos eventos que vem ocorrendo, tenho observado uma união entre os moradores, além do sentimento de orgulho que só tem aumentado e eu faço parte dessa estimativa”, disse.

 

Francielle da Silva, auxiliar de serviços gerais

Presenças no evento

 

Estiveram presentes no evento parte do secretariado e dos vereadores, representantes da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, além de ter reunido centenas de pessoas que lotaram a avenida e não hesitaram em acompanhar o desfile até o final.

 

 

 

 

Fotos: Dani Santos