Escritores sancristovenses lançam livros com apoio da Lei Aldir Blanc

23/05/2022 - 15:42 Atualizado há 21 horas



Na última sexta-feira (20), a Prefeitura de São Cristóvão, por meio da Fundação Municipal de Cultura e Turismo João Bebe Água (Fumctur), realizou o lançamento coletivo de quatro diferentes segmentos de livros, assinados por escritores sancristovenses que foram contemplados pela Lei Aldir Blanc. A solenidade de lançamento ocorreu na Biblioteca Pública Municipal Senador Lourival Baptista, no Centro Histórico da cidade e contou com a presença da população, que foi recepcionada com doces da culinária típica e apresentações musicais.  

 

A produção desse lançamento teve o objetivo de impulsionar a cultura local, além do apoio aos escritores e artistas em geral, que sofreram com os impactos da pandemia. De acordo com a diretora de cultura e arte da Fumctur, Elma Santos, “foram contemplados quatro artistas com perfis muito diferentes e com esse tipo de manifestação cultural, todos saem ganhando: Os escritores, pela oportunidade de mostrar o talento, a cidade, por ter sido retratada em muitos escritos e a população, que ainda pode ter acesso a alguns exemplares cedidos à biblioteca pública”, afirmou.

 

Elma Santos, diretora de cultura e arte da Fumctur

 

Para Vânia Azevedo, escritora sancristovense contemplada no edital, apresentou o livro “Crônicas de São Cristóvão, Memórias da Cidade Mãe de Sergipe”. Ela salientou que o incentivo da Lei veio como um gol ao final do segundo tempo. “A partir da Lei eu entendi que era um projeto viável e isso serviu de estímulo para que eu trabalhasse com mais afinco para essa realização”, explicou a escritora.

 

Vânia Azevedo, escritora

 

Vânia ainda acrescentou que as suas crônicas homenageiam pessoas que foram importantes para essa cidade, “cada um no seu espaço e atribuições e que certamente não pensaram que um dia a sua própria história lhes renderia uma homenagem. A minha geração é fruto do trabalho dessas pessoas, então o livro é um reconhecimento e quem sabe a partir daí mostrar aos jovens desse amor que deve existir pela cidade, esse amor que eu adquiri e que eu vejo minha família, meus irmãos e meus amigos, trazerem consigo. Meu livro é o reconhecimento”.

 

Vânia Azevedo, escritora

 

Para o escritor Anthony Xavier, esta realização é um momento único. “O lançamento de um livro já é algo incrível, sobretudo aqui na Cidade Mãe, lugar especial, que me enche de orgulho dizer que sou daqui e que faço parte dela. Eu só tenho a agradecer aos que vieram prestigiar e agradeço também à gestão que está nos dando o apoio necessário, ofertando-nos um berço da cultura. Inclusive tem escritos meus inspirados nesta cidade, isso porque São Cristóvão exala poesia, por tanta beleza, tanta história, que torna a arte de escrever ainda mais fácil”, ressaltou o autor do livro de contos e poesias “Estava cansado de pensar, resolvi escrever”.

 

Anthony Xavier, escritor

 

A poeta Stella Carvalho lançou o livro Kizila. Para ela esse momento representa a realização de várias quebras de paradigmas que a sociedade impõe. “Ser uma das quatro pessoas que mobilizaram a criação literária dessa cidade, é transformador e corresponde a tudo o que eu acredito nessa vida, que é movimentar muito axé para fazer mudanças e colaborar para construir transformação. Sei que para a gestão esse é só o começo e o reflexo de um compromisso crucial para a transformação social da cidade como um todo e isso reverbera na influência de outras pessoas. Criar essas aproximações que só engrandecem a cidade e todo o povo”, destacou.

 

Stella Carvalho, poeta

 

Romero Crispim é servidor público, sancristovense e escritor, que teve o seu livro, “Fugacidade”, também contemplado pela Lei Aldir Blanc. “Embora eu já tenha dois livros publicados no segmento infanto-juvenil, eu digo que estou realizando um sonho e superando desafios, pois este é um livro de contos para outra faixa etária e lançado em minha cidade, São  Cristóvão. Acredito que esta seja uma atividade válida para inspirar pessoas que tem esse mesmo sonho e eu percebo uma nova geração que gosta de ler, que se interessa pela escrita e é enriquecedor saber que fazemos parte desse processo de influências”, explicou.

 

Romero Crispim servidor público e escritor

 

O evento contou com o show de Paulinho Pereira, Erica Sá e da banda instrumental Jazz Brasil.

 

 

 

 

Fotos: Dani Santos