Escola Municipal do bairro Tijuquinha recebe Prêmio Escola Destaque Profª Thetis Nunes

22/06/2022 - 19:52 Atualizado há 15 minutos



A Escola Municipal de Ensino Fundamental Maria de Lourdes Gomes, do bairro Tijuquinha, foi premiada com o primeiro lugar entre as escolas que compõem a Diretoria Regional 8, na categoria alfabetização e aprendizagem no Sistema de Avaliação da Educação Básica de Sergipe (Saese) com nota 6,7.

 

A premiação realizada pelo Governo do Estado ocorreu no Teatro Tobias Barreto, em Aracaju, na tarde desta terça-feira (21). O evento contou com a participação da vice-governadora Eliane Aquino; do secretário de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura, professor Josué Modesto dos Passos Subrinho e da Secretaria Municipal de Educação de São Cristóvão, Deise Barroso entre outras autoridades convidadas.

 

A escola do município de São Cristóvão foi representada por sua diretora, Fátima Paixão e, além do troféu, irá receber um valor de R$ 40 mil para serem investidos na própria escola.  Para Fátima o prêmio é o reconhecimento de um trabalho árduo, intensificado pelo cenário de uma pandemia que dificultou trazer os alunos para a escola.

 

“Sabemos que nem todos tinham a condição de ter um aparelho de telefone para acompanhar as aulas remotas mas, ainda assim a gente não mediu esforços para trazer as nossas crianças para a escola. Teve também o reforço escolar proporcionado pela secretaria de educação. Tivemos uma dificuldade também muito grande na conscientização dos pais, em virtude do medo do contágio do vírus, mas com muito trabalho, com muita dedicação, com uma equipe maravilhosa, do executor ao diretor, a gente conseguiu desenvolver um trabalho e conseguimos atingir o nosso objetivo”, disse Fátima.

 

Fátima Paixão, diretora da EMEF Maria de Lourdes Gomes

 

A secretária municipal de educação, Deise Barroso, se disse contente com o resultado positivo nesta etapa importante de ensino, já que é objetivo da SEMED que o aluno esteja lendo na idade certa. “Eu acredito que foi uma das etapas mais importante que é a alfabetização, é um grande prêmio, um troféu, mas o maior prêmio está no chão da escola porque os alunos, realmente, aprenderam a ler e a escrever na idade certa, esse é nosso objetivo” relatou a secretária.

 

Secretária Municipal de Educação, Deise Barroso

 

O secretário de Estado da Educação Josué Modesto dos Passos Subrinho afirmou que todas as redes de ensino de sucesso no país tiveram uma trajetória de avaliação e destaque das experiências mais bem sucedidas. “Temos aqui hoje a premiação do Programa Alfabetizar pra Valer, que premia escolas estaduais e municipais que tiveram o maior êxito no processo de alfabetização, tendo sido avaliados os alunos do 2º ano do ensino fundamental; e temos também a primeira divulgação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de Sergipe. Passamos agora pelo Sistema de Avaliação da Educação Básica de Sergipe, que fornecerá resultados anualmente a fim de que as escolas tenham evidências sobre o nível de sucesso dos projetos pedagógicos, os quais servirão para orientar as estratégias das escolas. Essa é uma forma de estimular e compartilhar as boas práticas com outras escolas que tiveram maiores dificuldades. É a educação pública sergipana se autoajudando, juntamente com parceiros institucionais importantes”, declarou.

 

O Programa Alfabetizar pra Valer foi instituído em 2019 com a finalidade de fortalecer o regime de colaboração em um Pacto Sergipano pela Alfabetização na Idade Certa, com os 75 municípios sergipanos, visando à garantia da alfabetização de crianças até os 7 anos de idade.

 

Prêmio foi concedido às escolas estaduais e municipais que se destacaram

 

Foi a primeira vez que o Estado de Sergipe realizou uma avaliação subnacional, externa em larga escala, o Saese, objetivando a aferição dos níveis de alfabetização e de aprendizagem em Língua Portuguesa e Matemática das turmas de 2º, 5º, 9º anos do Ensino Fundamental e 3ª série do Ensino Médio. A partir dos dados gerados pelo Saese, foi possível gerar o Índice de Desempenho Escolar de Sergipe (Idese), bem como outros indicadores voltados para a indução de uma educação como política de Estado, a exemplo do ICMS-Social, além de servir como base para projetos e programas educacionais baseados em evidências.

 

Fotos: Heitor Xavier