Em parceria com a Funcap, São Cristóvão sediará oficinas de bordado com foco na Arteterapia

25/01/2021 - 19:07 Atualizado há 22 horas



A Prefeitura de São Cristóvão sediará, a partir do dia 3 de fevereiro, a realização das oficinas de bordado livre do projeto “Bordando Esperança”, que foi contemplado em um dos editais estaduais da Lei Emergencial Aldir Blanc, e propõe resgatar e difundir o conhecimento técnico acerca da arte do bordado (vinculado à Arteterapia durante o período pandêmico). A ação será em parceria com a Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap). Seguindo todos os protocolos sanitários previstos pelas autoridades, as oficinas acontecerão na biblioteca Professor Luiz Alberto, no Rosa Elze, com o número de vagas limitadas.

 

O “Bordando Esperança” surgiu no começo da pandemia do covid-19. O idealizador e coordenador do projeto, Guilherme Neves Oliveira, estudante de Design Gráfico da Universidade Federal de Sergipe, contou que, a princípio, foi apenas uma forma de esvaziar a mente durante um período difícil. “Assim que o isolamento social foi determinado comecei a usar o bordado livre como uma maneira de passar o tempo e tirar o foco de todo o caos que estávamos enfrentando naquele momento, mas a partir da minha experiência percebi que o bordado poderia ser um ótimo aliado para auxiliar emocionalmente não só a mim, como também outras pessoas”, disse Guilherme.

 

 

A valorização da saúde mental tem sido debatida cada vez mais, dando importância aos cuidados necessários e ressaltando a necessidade de abordar essa questão com a dignidade e o respeito que ela merece. Para Guilherme, a realização desse ‘fazer artesanal’ também pode ser encarada como uma possibilidade terapêutica, já que “o projeto se propõe, com as oficinas, a criar um espaço de pausa, de aprendizados, de trocas, de partilhas onde os participantes possam tirar uma hora e meia por semana para olharem e cuidarem de si, respirarem, acalmarem e assim poderem seguir em frente”, completou.

 

Em um contexto econômico conturbado, intensificado pela pandemia, após finalizadas as oficinas, os participantes poderão utilizar o conhecimento adquirido para gerar uma renda extra a partir da economia criativa, com a comercialização das suas produções, diminuindo o nível de incerteza financeira.

 

De acordo com Paola Santana, diretora-presidenta da Fundação de Cultura e Turismo João Bebe Água (Fundact), a Prefeitura de São Cristóvão cederá toda estrutura física para que as oficinas possam ser realizadas da forma mais proveitosa possível, tanto para quem vai ministrar, quanto para os participantes.

 

“Nós já reabrimos as bibliotecas, e para isso ela passou por uma completa desinfecção das salas de leitura, dos livros, de todos os espaços. Para a realização das oficinas, nós vamos ceder a área da nossa biblioteca, cadeiras, mesas, e também os totens de álcool 70%, bem como vamos disponibilizar álcool em cada mesa. Os nossos funcionários também estarão disponíveis durante o expediente, dando o suporte que for necessário”, falou Paola.

 

Inscrições

Para participar das oficinas é preciso entrar em contato com a coordenação do projeto através do número (79) 99804-0836, ou por meio do perfil oficial @projetobordandoesperanca.

 

 

 

Parceria com o Governo do Estado

Desde 2017, o Governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura e Arte Aperipê, está sendo um importante aliado do município na promoção e valorização da cultura na Cidade-Mãe. Com a Lei Aldir Blanc, a expectativa é de que alguns dos projetos contemplados pelos editais estaduais sejam realizados dentro do município.

 


“Juntamente com o prefeito Marcos Santana tive uma reunião com a presidenta da Funcap, Conceição Vieira, e expressamos o nosso desejo de receber algumas dessas atividades em nossa cidade. Já fomos atendidos com o espetáculo da Cantata Natalina, teremos mais essa atividade na biblioteca, e estamos de portas abertas para outros projetos”, finalizou Paola Santana.

 

 

Programação das oficinas “Bordando Esperança”, na Biblioteca Professor Luiz Alberto, no Rosa Elze:


• 03/02/2021, com o tema: “Bora Começar?” – apresentação e introdução dos pontos básicos;

• 10/02/2021, com o tema: “Aprendendo os Pontinhos” – oficina de pontos básicos;

• 17/02/2021, com o tema: “Aprendendo os Pontinhos” – oficina de pontos básicos;

• 24/02/2021, com o tema: “Olhando Para o Nosso Sentir” – Terapia Comunitária Integrativa;

• 03/03/2021, com o tema: “Do Papel Para o Tecido” – transposição do risco para o tecido;

• 10/03/2021, com o tema: “A Quanto Andas Seu Bordado?” – aula de finalização dos bordados;

• 17/03/2021, com o tema: “Aprendendo a Vender” – roda de conversa sobre economia criativa;

• 24/03/2021, com o tema: “Hora do Arremate!” – finalização da oficina.