Dezembro vermelho: São Cristóvão na luta contra a AIDS

01/12/2020 - 18:00 Atualizado há 21 horas



Hoje, 01 de dezembro, é celebrado o Dia Mundial da Luta Contra AIDS e dá início ao mês da Conscientização e Combate ao vírus através da campanha do Dezembro Vermelho. Em São Cristóvão, o combate ao HIV acontece rotineiramente nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) em ações diárias que englobam a realização de testes rápidos e orientação com foco na prevenção e no tratamento da doença.

 

“Há ações de educação em saúde acontecendo constantemente em nossa cidade, além da distribuição de preservativos em livre demanda para a população. Para além disso, há também a oferta dos testes rápidos em todas as unidades de saúde do município, não apenas para HIV mas também sífilis e hepatites virais, auxiliando no diagnóstico precoce e direcionamento para o tratamento e acompanhamento”, explica Beatriz Costa, coordenadora de Vigilância Epidemiológica de São Cristóvão.

 

A Secretaria Municipal de Saúde também levará as ações do Dezembro Vermelho ao Complexo Penitenciário Doutor Manoel Carvalho Neto (Copemcan), realizando atividades nos dias 02, 09, 16, 22 e 27 deste mês. O trabalho vai englobar: conversa sobre os cuidados em saúde, práticas sexuais e oferta de testagem, além de outras ofertas de atendimento que serão realizadas durante as atividades. Após as testagens, os exames reagentes serão encaminhados para o Cemar (referência estadual das IST), HU e os casos de sífilis iniciarão tratamento no próprio complexo prisional. Já na UBS Irônia Maria Prado, a ação será no dia 08 às 8h, com oferta de teste rápido para HIV, Sífilis e Hepatite B e C, aferição de Pressão Arterial, Glicemia e orientações sobre IST com palestra para os usuários.

 

São Cristóvão contabilizou em 2020, de janeiro a outubro, 2072 testes de HIV no município, todos realizados de forma gratuita pelo SUS. Em casos negativos, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) orienta os pacientes sobre as formas de prevenção ao vírus. Já nos casos positivos há o aconselhamento ao paciente que é posteriormente encaminhado para início do tratamento gratuito no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), através do Cemar.

 

Para Beatriz Costa, coordenadora de Vigilância Epidemiológica de São Cristóvão: “o HIV vem acometendo a população há décadas e passamos por cenários diferentes em todo esse percurso, em que já passamos por fases em que a AIDS era uma sentença de morte, porém atualmente podemos melhorar a qualidade de vida dos pacientes que contraíram o vírus”.

 

Segundo ela, ainda é possível identificar “um relaxamento” acerca da prevenção do HIV. “Em geral, temos visto os jovens sendo cada vez mais acometidos e com práticas sexuais inseguras. Por isso, apesar de ser uma prática que deva ser realizada durante todo o ano, é de suma importância que tenha um dia mundial referente ao combate a AIDS para lembrar para a população quanto à importância da prevenção e das práticas de sexo seguro”, explica.

 

Para mais informações, a população de São Cristóvão pode contatar a vigilância Epidemiológica através do número (79) 3045-4916 ou acessar a plataforma on-line das Nações Unidas “Deu Positivo, e Agora?” através do link: deupositivoeagora.org.