Conselho de Assistência Social de São Cristóvão elege novos membros da sociedade civil

03/02/2022 - 16:52 Atualizado há 1 dia



Promover políticas de assistência no município é garantir as necessidades básicas de sua população, e dentro delas, é necessário que a comunidade participe para monitorar a execução dessas ações. Assim, o Conselho de Assistência Social de São Cristóvão realizou na manhã desta quinta-feira (03), no Paço Municipal, um fórum para selecionar os novos representantes da sociedade civil que atuarão como conselheiros desse órgão. 

 

 

 

Segundo a presidenta do conselho, Valdirene Tavares, essa mudança de titulares ocorre de dois em dois anos. Para esta eleição, foram disponibilizadas duas vagas para representantes de instituições atuantes no município; duas vagas para representantes de usuários do Sistema Único de Assistência Social (SUAS); e duas para entidades de trabalhadores do SUAS. 

 

“É importante que a sociedade civil esteja dentro do conselho para abranger o nosso sistema único, onde as informações não dependem apenas da parte trabalhista, mas também da comunidade”, explicou a presidenta.

 

Valdirene Tavares, presidenta do Conselho de Assistência Social

 

Participaram do convênio os representantes das secretarias municipais, trabalhadores do SUAS e instituições não governamentais. A secretária de assistência de São Cristóvão que estava presente como conselheira estadual de assistência social do estado, Lucianne Rocha, pontuou o conselho como um dos órgãos mais importantes dentro da política do SUAS, servindo como mecanismo onde as pessoas podem dar sua contribuição dentro da política de bem-estar social da Cidade Mãe.

 

“Eu digo que um encontro social não se faz sem a sociedade civil, por mais que os integrantes governamentais estejam presentes no conselho, os membros mais importantes são a sociedade civil porque o controle social foi criado para que eles possam participar das estruturas públicas e que de fato validem aquilo que é constituído em prol dessa política”, declarou a conselheira. 

 

Lucianne Rocha, secretária de assistência 

 

Participação social

 

Representando a Casa de Atendimento Fraterno Samaritanos e como usuária do SUAS, Suelyjane Câmara, considera o convênio como elo importante de garantia de direitos. “Nós conhecemos as pessoas que estão trabalhando, elas sabem quem somos, conhecem nossos usuários, então a facilidade é bem maior, além da participação com relação às nossas necessidades”. 

 

Suelyjane Câmara, usuária do SUAS

 

Já Edneuza dos Santos Pereira, representando a comunidade Arame 2, comenta que já realizava trabalhos sociais no seu povoado e agora com essa oportunidade de ser uma representante, espera auxiliar cada vez mais. “Quero contribuir com muito trabalho, dedicação, com as pessoas para seus direitos e trabalhar em equipe para conseguirmos algo melhor”. 

 

Edneuza dos Santos Pereira, representante da comunidade Arame 2

 

Membros eleitos

 

Representantes da Sociedade Civil

1.Ação Social Unidos Venceremos                                     

Titular: Valdirene Tavares Souza de Jesus

Suplente: Ana Maria Santana Apolinário

2. Associação Lar Esmeralda

Titular: Luciana Neves Gomes

Suplente: Acássia Maria Santos Mendes 

 

Representantes de Organizações e Entidades de Usuários e Representantes de Usuários do Sistema Único de Assistência Social – SUAS

1. Titular: Edneuza dos Santos Pereira

Suplente: Givanilde Silva Santos                         

2. Titular: Jielza Correia Santos                                    

Suplente: Suelyjane Amâncio da S. Câmara                                

                                    

Representantes de Organizações de Trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social – SUAS

1. Titular: Roberta Janaína Soares Oliveira Mota                                       

Suplente: Teresa Albertina Santos

2. Titular: José Marcos Santos                                      

Suplente: Emanuelita Silva Alves   

 

 

 

 

Fotos: Dani Santos