Confira o resultado preliminar do concurso de cartazes do Festival de Artes de São Cristóvão 2022

22/08/2022 - 19:15 Atualizado há 7 horas



A Prefeitura de São Cristóvão, por meio da Fundação Municipal de Cultura e Turismo João Bebe Água (Fumctur), revelou o resultado preliminar dos três primeiros colocados do ‘Concurso do Cartaz Oficial do 37º FASC’. O período de inscrições terminou no dia 14 de agosto. 

 

Como forma de comemorar os 50 anos do Festival de Artes de São Cristóvão, a ação buscou selecionar a obra que melhor representa a história do festival e da Cidade Mãe de Sergipe. As artes selecionadas foram julgadas por uma comissão de seleção onde avaliaram a partir de critérios como: clareza e conformidade com o edital; comunicação do tema proposto no cartaz; além da estética e originalidade da obra. 

 

Confira os três primeiros colocados do Concurso do Cartaz Oficial do 37º FASC:

 

1º MATHEUS NUNES AUGUSTINHO

2º SAMILE JUSTO

3º GABRIELA CAROLINE ETINGER 

 

Conforme dito no Edital, os candidatos podem entrar com recursos por e-mail no prazo de 02 (dois) dias úteis, a contar da publicação do resultado preliminar. O resultado definitivo será divulgado na quinta-feira (25). 

 

50 anos de Fasc 

 

O Fasc foi iniciado nos anos 1970, e serviu de palco para grandes artistas sergipanos e nacionais, para que pudessem expressar suas produções artísticas nas mais diversas modalidades. O evento foi descontinuado em 2005 e retornou em 2017 resgatando a proposta dos antigos festivais e reacendendo a programação cultural da Cidade Histórica.

 

Em 2022, dois anos após pausa por conta da pandemia de Covid-19, o Festival retorna ao formato presencial e promete ser o maior de todos os tempos, trazendo grandes nomes da cultura local e nacional. Os rappers Emicida e Hiran são algumas das atrações já confirmadas. A expectativa é que mais de 30 mil pessoas circulem diariamente pelas ruas históricas e por sua praça patrimônio da humanidade, ambas chanceladas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e pela Unesco, respectivamente.