Começa hoje a exposição “Toda Xilogravura” na Casa do Folclore de São Cristóvão

05/07/2021 - 22:10 Atualizado há 12 horas



Através da Fundação Municipal de Cultura e Turismo João Bebe Água (Fumctur), foi iniciada nesta segunda-feira, 05, na Casa do Folclore a exposição “Toda Xilogravura”, do Mestre Nivaldo Oliveira. Contemplado em um dos editais estaduais da Lei Emergencial Aldir Blanc, a exposição apresenta ao público uma parte da coleção de xilogravuras realizadas ao longo de mais de 20 anos de trabalho, além de retratar também o olhar do artista acerca da sua vivência dentro da cidade.

 

Para Nivaldo Oliveira, a sua obra multiplica imagens que lhe atravessam o cotidiano, sobretudo as do Patrimônio Histórico de São Cristóvão e da Cultura Sergipana, que ocupam parte considerável da sua produção. “Nós encontramos os peixes, os animais na rua, os vendedores, as manifestações culturais e populares. Então eu não fui longe pra encontrar isso, tá tudo aqui dentro. E com o meu olhar eu consigo transformar tudo isso em obra de arte”, disse o artista plástico.

 

 

Segundo ele, conseguir expor suas obras na cidade tem um significado muito grande para ele enquanto artista. “Eu fico admirado em ver o respeito do outro para com o artista, aprovando e fazendo com que o artista mostre seu trabalho dentro do seu próprio espaço. Agradeço muito a Prefeitura de São Cristóvão, e espero que isso possa acontecer sempre”, finalizou Nivaldo.

 

 

Produtor cultural e curador da exposição, Jhon Eldon disse que a exposição de hoje é um recorte de um projeto maior, que aborda um panorama completo de toda xilogravura do Mestre Nivaldo Oliveira. “Nossa ideia foi fazer um apanhado iconográfico de todas as obras a partir de uma perspectiva do tempo, com trabalhos do início da carreira do mestre até obras produzidas atualmente, percebendo o desenvolvimento do trabalho. Hoje, fizemos um recorte e estamos apresentando as gravuras de maior porte. Nelas a gente vê homenagens aos grupos folclóricos, aos povos que constituem a nação brasileira, aos animais que constituem e atravessam as nossas relações. A exposição é um retrato do desenvolvimento artístico do mestre Nivaldo”, salientou Jhon.

 

Jhon Eldon

Maria Glória, coordenadora da Casa do Folclore, também comentou um pouco sobre as obras produzidas pelo Mestre. “Através das suas xilogravuras, Nivaldo eterniza todo o folclore existente na nossa cidade. Ele trata sobre o reisado, a chegança, enfim, com o seu fazer ele conta as manifestações populares”, contou Glória.

 

Maria Glória

Seguindo todos os protocolos de segurança estabelecidos pelas autoridades sanitárias, como a disponibilização de álcool em gel e entrada limitada de pessoas, a exposição “Toda Xilogravura”, do Mestre Nivaldo Oliveira, está na Casa do Folclore até o dia 30 de Julho, das 08h às 14h.

 

 

 

 

 

Fotos: Heitor Xavier