Combate à violência é tema de Papo Jovem com alunos da EMEF São Cristóvão

31/08/2022 - 17:00 Atualizado há 7 horas



Como forma de criar espaços de diálogo e de reflexão com os adolescentes, a Prefeitura de São Cristóvão, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) realizou na manhã desta quarta-feira (31) mais um encontro do Programa Papo Jovem. A ação aconteceu na Biblioteca Lourival Baptista com os alunos do 9º ano B da EMEF São Cristóvão. 

 

O papo da vez foi sobre ‘Cultura da Paz: Enfrentamento à Violência’ e contou com a participação da enfermeira da UBS Jairo Teixeira, Mônica Alves. Além de uma dinâmica interativa por meio de Post-its sobre coisas que trazem ou são contra a paz, a conversa trouxe informações sobre os diversos tipos de violência (psicológicos, físicos), as agressões mais comuns entre os jovens como o bullying e o abuso sexual, e suas formas de prevenção.

 

 

A coordenadora de juventude da Semas, Layana Costa, aproveitou o momento para ressaltar o trabalho feito em parceria com outras secretarias no enfrentamento à violência. “Nós buscamos esse diálogo para conhecer a realidade desse jovem, a problemática que ele traz para que possamos trabalhar tanto como Secretaria de Assistência, como Saúde, Educação e com quem mais a rede puder fazer esse apoio”, explicou.

 

Layana Costa, coordenadora da juventude da Semas

 

Segundo a facilitadora do Papo Jovem, Mônica Alves, a atividade também faz parte do Programa Saúde na Escola que traz a temática da violência em suas ações. “É de suma importância passar para eles o que significa essa violência, tirar dúvidas e fazer esclarecimentos. Nós orientamos sobre o abuso feito na gravidez precoce, os problemas na gestação de menor de idade que chamamos de alto risco e também sobre as DSTs, bem como os encaminhamentos necessários nesses casos”, disse.

 

Mônica Alves, enfermeira

 

Opinião dos participantes

 

Para Soniewska Melo, professora de educação física da EMEF São Cristóvão, esse tipo de atividade é válida e salientou a importância dessas conversas dentro da escola. “Semana passada eu estava falando sobre isso com eles, então é importante bater nessa tecla o tempo todo. Eles vão pensando a cada vez que fazem aquilo [bullying], já param, pensam, pedem desculpa e percebem que estão errados”, comentou. 

 

Soniewska Melo, professora

 

A aluna Erica Santos fala que não conhecia os tipos de violência e elogiou a iniciativa da Semas. “Foi legal, tomara que essas palestras ocorram sempre para que aprendamos mais constantemente. Nós aprendemos que não existe só a violência física, mas outras formas também”, concluiu.

 

Erica Santos, aluna

 

Já a aluna Mariah Victória apontou a importância de discutir a violência por ser mais comum na vida das mulheres. “É um papo muito importante porque várias mulheres sofrem disso, e o conhecimento das prevenções sexuais já ajuda bastante”, finalizou.

 

Mariah Victória, aluna

 

O Papo Jovem com os alunos da EMEF São Cristóvão continuará no turno da tarde.

 

 

Fotos: Dani Santos