Assistência Social: entregas de cestas básicas são feitas mediante avaliação de critérios técnicos

19/04/2021 - 17:57 Atualizado há 12 horas



Por conta dos impactos causados pela pandemia do novo coronavírus em todas as áreas da sociedade, o número de pessoas em situação de insegurança alimentar no município aumentou significativamente. Visando contemplar o maior número possível das famílias necessitadas, a Prefeitura de São Cristóvão, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast), tem intensificado as ações de entrega de cestas básicas para as famílias que, dentro dos critérios técnicos estabelecidos, possam ser contempladas com o benefício.

 

De modo diferente das políticas públicas nas demais áreas, a exemplo da saúde e educação, que são destinadas de forma universal para todos os cidadãos, na assistência social as ações são pensadas para população em situação de vulnerabilidade social. “A situação de vulnerabilidade é constatada a partir de critérios estabelecidos em lei, como ausência de acesso a renda ou alimentação. De maneira especial durante a pandemia, temos um aumento no fluxo de atendimento, por isso temos o cuidado na avaliação”, declarou Lucianne Rocha, Secretária de Assistência Social.

 

Lucianne Rocha, secretária de Assistência Social e do Trabalho

 

Para a concessão da cesta básica a pessoa precisa estar dentro do perfil do benefício, que serão avaliados por um assistente social ou psicólogo durante atendimento. “O benefício será disponibilizado no CRAS Sede e no CRAS Gilson Prado, às famílias que estejam inseridas no Cadastro Único, em situação de extrema pobreza, com dificuldade de acesso a alimentação. E é obrigatório que o beneficiário seja morador do município”, explicou a secretária.

 

O amplo conhecimento desses critérios para a concessão das cestas de alimentação é importante, uma vez que, segundo Lucianne, “a nossa intenção é atender da melhor maneira possível as famílias que se encontram nessa situação de vulnerabilidade e no momento demandam ainda mais da nossa atenção”.

 

Outras ações no combate à falta de alimentação


O problema da insegurança alimentar, que foi agravado pela pandemia, está sendo enfrentado também com diversas outras ações da Prefeitura de São Cristóvão. Através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), a Prefeitura auxilia inúmeras instituições e famílias em situações de vulnerabilidade. “Com o PAA e a CONAB, a gente já arrecadou e distribuiu mais de 20 toneladas de alimentos. Como o município é muito grande, essa ponte com as instituições é muito importante para que um maior número de famílias sejam contempladas”, destacou a secretária.

 

Por meio do “Cartão Mais”, benefício prestado pelo Governo do Estado, muitas famílias conseguem garantir a sua cesta básica com o auxílio liberado. A seleção é feita pelo Estado, mas os agentes da secretaria dão todo suporte logístico para encontrar os beneficiários e entregar o cartão.