Arraiá do CREAS promove lazer e reflexão contra o trabalho infantil em São Cristóvão

30/06/2022 - 15:35 Atualizado há 1 dia



O lugar de criança é brincando e estudando, e não trabalhando. Neste sentido, a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), dentro das Políticas do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI), realiza durante todo o mês de junho ações que visam a erradicação do trabalho infantil. Para finalizar as atividades do mês, o CREAS São Cristóvão realizou nesta quinta-feira (30) famílias assistidas por suas políticas em um arraiá na Praça da Matriz.

 

Segundo a gerente do CREAS, Beatriz Albuquerque, a proposta da ação foi unir a tradição junina a atividades lúdicas para que os usuários entendam a importância desse tema. Nisso, as crianças participaram de brincadeiras típicas como pescaria, corrida do saco, tiro ao alvo, e aprenderam um pouco sobre as problemáticas do trabalho infantil dentro dessa jornada. 

 

O momento contou também com um cardápio recheado de comidas tradicionais como amendoim, mungunzá, milho cozido, entre outros. Também houve a participação de secretarias que integram a administração municipal e do Batalhão da Restauração. “O nosso foco principal são as crianças, mas entendemos que a família também é importante. Por isso, nós chamamos a rede para discutir esse assunto, trabalhando tanto com os usuários como as pessoas responsáveis por acolher as pessoas”, explicou a gerente.

 

Beatriz Albuquerque, gerente do CREAS São Cristóvão

 

Para a coordenadora de proteção social e especial da Semas, Ceiça Galindo, a atividade encerra uma série de ações estratégias do programa de erradicação do trabalho infantil feita pelo CREAS e engloba todos usuários do CREAS. “Esse momento serve para perceber que o enfrentamento contra o trabalho infantil é um dever de todos nós e nós enquanto rede estamos aqui para proteger nossas crianças e adolescentes”, disse.

 

Ceiça Galindo, coordenadora de proteção social e especial da Semas

 

Uma das mães presentes e com filhos acompanhados pelo CREAS há 4 anos, Débora Costa de Souza, considera a ação como importante e ressalta a necessidade de tirar as crianças da rua para participar de outras atividades. “Eu fico alegre porque muitas crianças não têm o que eles tem, então essa festinha serve para as crianças se divertirem enquanto refletem sobre esse tema tão importante”, finalizou.

 

Débora Costa de Souza e seus filhos assistidos pelo CREAS São Cristóvão

 

 

 

Equipe do CREAS São Cristóvão

 

Fotos: Yago Andrade