Almério é mais um artista confirmado no Festival de Artes de São Cristóvão

20/09/2022 - 15:27 Atualizado há 19 horas



 

O cantor, compositor e ator pernambucano Almério é mais uma atração confirmada no Festival de Artes de São Cristóvão (Fasc). Para o evento que acontece de 01 a 04 de dezembro, o artista traz o show  “Tudo é Amor”, onde se debruça sobre a obra de Cazuza. Além de Almério, também já estão confirmados na edição de 50 anos do Fasc os cantores Diogo Nogueira, Emicida, Hiran, Larissa Luz, Alceu Valença, Gal Costa, Reemah, The Baggios e MC Tha.

 

Almério iniciou sua carreira artística em 2003, como cantor e ator, lançando seu primeiro CD em 2014. Em 2017 lançou o CD “Desempena”, em que deu voz a compositores pernambucanos como nas músicas Isabela Moraes, Martins, Valdir Santos, entre outros. Lançou em 2019 o CD “Acaso casa – ao vivo”, registro do show homônimo, que estreou ao lado da cantora baiana Mariene de Castro no ano de 2017. A gravação foi realizada na Casa do Choro, no Rio de Janeiro.

 

Em 2021 lançou o CD “Tudo é amor – Almério canta Cazuza”, inteiramente dedicado à obra do compositor carioca. A partir dele, surgiu o show que será apresentado no Fasc, onde propõe o encontro da nordestinidade e da potência vocal de Almério com a poesia atemporal de Cazuza. Em 1h30 de espetáculo, o repertório passeia por hits como “O nosso amor a gente inventa”, “Minha flor, meu bebê” e “Brasil”, além de músicas lado B, a exemplo da marcante “Cobaias de Deus” e a quase inédita “Companhia”, composta para Zizi Possi em 1987 e nunca gravada por Cazuza.

 

O projeto nasceu por idealização de Ione Costa, da instituição sociocultural Parças do Bem. O resultado foi um álbum inteiro dedicado à obra de Cazuza, com parte da renda arrecadada destinada para trabalhos sociais na comunidade Entra Apulso, na Zona Sul do Recife. O projeto tem direção artística de Marcus Preto, direção musical de Juliano Holanda e coordenação de produção de André Brasileiro e Tadeu Gondim, pela Atos Produções Artísticas.

 

De caráter vibrante e afirmativo, o show “Tudo é Amor - Almério Canta Cazuza” revive a obra do compositor carioca para as novas gerações, transpondo o universo do disco homônimo para o palco. O artista pernambucano é acompanhado no show por  por Juliano Holanda (guitarra), Rapha B (bateria), Guga Fonseca (teclado) e Roger Victor (contrabaixo).

 

O Festival

 

Em 2022, o Festival de Artes de São Cristóvão celebra 50 anos de história, e contará, além de muita música, com apresentações teatrais, dança, literatura, feiras gastronômicas, artesanato, palestras, oficinas e exposições. O evento terá uma programação que será distribuída em locais públicos, organizados de forma a garantir acessibilidade e sustentabilidade gratuitamente em todo o Centro Histórico e outros pontos da cidade. 

 

A expectativa é que mais de 30 mil pessoas circulem diariamente pelas ruas históricas e por sua praça patrimônio da humanidade, ambas chanceladas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e pela Unesco, respectivamente. Ao todo serão 15 locais preparados com toda estrutura necessária para receber as apresentações e o público.

 

O evento é promovido pela Prefeitura de São Cristóvão, por meio da Fundação Municipal de Cultura e Turismo João Bebe Água (Fumctur).

 

Foto: Ana Stewart